Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Incarnate - Encarnação" de Jodi Meadows

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017


terça-feira, 10 de janeiro de 2017
Autora: Sarah Maclean
ISBN: 9789898849373
Edição ou reimpressão: 10-2016
Editor: TopSeller
Páginas: 368

Sinopse:
Lady Calpurnia Hartwell sempre cumpriu as regras. Agora está decidida a ignorá-las para poder desfrutar plenamente da vida. Se a sociedade desconfiasse que a condessa Callie Hartwell, a bem-comportada herdeira do condado de Allendale, alberga em si desejos e pensamentos impróprios, que envolvem momentos escaldantes, locais e eventos exclusivos a homens, seria abalada por uma polémica sem igual.
A verdade é que Lady Callie descobriu finalmente o amor que sempre leu nos livros e encontrou o seu Mr. Darcy. Mas, para conquistar o coração do maior libertino de Londres, ela tem de ser capaz de tudo. E de viver o que nenhuma mulher viveu antes… Ela terá de mudar a sua vida com a ajuda de 9 regras:
1. Beijar alguém - apaixonadamente; 
2. Fumar charuto e beber uísque; 
3. Montar a cavalo como os homens; 
4. Praticar esgrima; 
5. Presenciar um duelo; 
6. Disparar uma pistola; 
7. Jogar às cartas (num clube de cavalheiros); 
8. Dançar todas as danças num baile; 
9. Ser considerada bonita. Uma vez.


Opinião:
Eu fico de olho num livro de imediato caso goste das capas, coisa que aconteceu ao olhar para a deste livro!! Esta capa é extremamente bonita e enigmática. A juntar à sinopse em que de imediato conhecemos quais as regras que Lady Calpurnia quer quebrar... Quem conseguia resistir? Eu não!

Lady Calpurnia já podia ter sido amaldiçoada por ter tal nome, mas a juntar a isso já tem 28 anos e nada de marido. Anda pelos bailes já sendo considerada uma solteirona, com os seus vestidos de mau gosto escolhidos pela mãe. Além de todos estes problemas, Calpurnia é um pouco cheinha, o que naquela época não é considerado nada chamativo. Apesar de ser uma pessoa extremamente culta, inteligente e engraçada, os seus pretendentes ao verem o seu aspecto exterior viram de imediato as costas e dão a volta.

Apesar de ter uma reputação imaculada como poucas, Calpurnia decide que, se não tem marido para desonrar, irá aventurar-se a quebrar 9 regras que poderiam destruir a sua reputação para sempre!! É ao começar a quebrar estas regras que conhece melhor St John, um dos grandes libertinos da sociedade. Um homem que coleciona conquistas como quem coleciona selos e que acaba por se interessar por Calpurnia, que não faz de todo o seu género, mas que o encanta pela esperteza e força de vontade.

Gostei imenso deste livro! As personagens estão muito bem desenvolvidas, a relação entre elas não é algo brusco mas sim algo que cresce de momento para momento e o carinho entre elas é palpável. Calpurnia apesar de ter uma vida longe de perfeita, consegue arranjar forma de dar a volta e de a tornar de novo emocionante e que valha a pena viver!! A sua lista, o seu segredo mais bem escondido a seguir à sua interação com John, acabam por a tornar mais viva, mais destemida e feliz.

St John apesar de começar lentamente a mudar e a ser um homem de apenas uma mulher, continua com os seus "tiques" de mulherengo. A forma como se move, como fala de e com Calpurnia... Tudo isso faz a personagem que deixa qualquer leitora feminina (eu incluída) a suspirar.

Um livro que gostei imenso, de uma excelente autora. Recomendo! 
segunda-feira, 9 de janeiro de 2017
quarta-feira, 4 de janeiro de 2017
domingo, 1 de janeiro de 2017
Autora: Carina Rissi
ISBN: 9789898843968
Edição ou reimpressão: 09-2016
Editor: TopSeller
Páginas: 448

Sinopse:
Sofia está de volta ao século XIX, e mais animada do que nunca para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No meio da loucura dos preparativos para o casamento, contudo, ela percebe que tornar-se a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava.
As confusões encontram Sofia antes de ela chegar ao altar — e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento de Sofia e Ian é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas acontecem na vila, e Ian parece estar a enfrentar alguns problemas que prefere não partilhar com a noiva.
Decidida, Sofia está disposta a tudo para ajudar o homem que ama. As suas ações, porém, podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir o seu felizes para sempre… é ela própria.
Encontrada traz-nos de volta o mundo apaixonante de Sofia e Ian, permitindo-nos mergulhar uma vez mais nesta envolvente história de amor.


Opinião:
O primeiro livro tinha sido interessante, uma narrativa que prendia, mas infelizmente não como esperava. As expectativas na altura estavam altíssimas, mas Sofia, a personagem principal, irritava-me e achava-a repetitiva nas expressões e apesar de dizer que tentava integrar-se eu não concordo em nada com isso. Já neste livro vemos algo muito diferente. A escrita está mais madura, a persomnagem já não é irritante e demonstra ser de outro século de uma forma menos direta.

Sofia agora sabe que pertence ao século XIX. Pertence ao lado do seu grande amor Ian Clarke. E está prestes a pertencer ao nível do casamento!! Sofia quer a todo o custo tornar-se útil, mas não pertencendo realmente ao século XIX custa-lhe imenso estar sentada em casa a tentar fazer as coisas que nunca tivera jeito, tornar a casa num lar, mandar nos domésticos e ser uma verdadeira dama!!

Mas o pior é que apesar de Ian lhe afirmar que não se tem que preocupar em ser quem ela não é, Sofia sabe que o nome dela automaticamente a liga à família Clarke e isso não apenas estraga a reputação da família, mas também os negócios. E para ajudar "à festa" a tia de Ian aparece e está decidida a tornar a vida de Sofia ainda pior do que ela já é...

Além de todos os problemas por se encontrar no século em que não nascera, Sofia mete-se em outro problema quando decide ajudar Ian. Graças ao seu amaciador de cabelo, algo que inventara para estar mais próxima do seu século, cria um negócio do zero que acaba por render uma pequena fortuna! Mas num tempo em que os homens são o sustendo de uma mulher, ter um negócio próprio pode causar muitos conflitos...

Antes de mais parabéns à autora, nota-se uma enorme evolução desde este livro ao título anterior!! Sofia é muito menos irritante e gostei mais dela como personagem. Está mais madura, decidida e muito menos infantil. Além disso a autora já não enfatiza tanto que ela vem de outro tempo pelas expressões irritantes que anteriormente eram usadas, mas por outros detalhes.

Esta transformação na personagem permitiu-me degostar do livro com muito mais vontade, avancei muito rapidamente na leitura e queria saber como Sofia se iria safar de todos os sarilhos em que estava metida... Claro que este é um daqueles livros em que, antes de acontecer o que quer que seja, já sabemos mais ou menos como será o final, mas são as entrelinhas que nos fazem ler com uma vontade louca!

Sem dúvida melhor que o precedente, um livro que me deixou com demasiada curiosidade para saber a continuação desta história de amor que atravassa os tempos!