Quem sou eu?

A minha foto

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Amo-te (quase) para Sempre" de Erin Lyon

Passatempo

Passatempo
Até 14 de abril

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 19 de junho de 2018
sexta-feira, 15 de junho de 2018
terça-feira, 12 de junho de 2018
Autora: Maria Realf
ISBN: 9789897770432
Edição ou reimpressão: 04-2018
Editor: Editorial Planeta
Páginas: 304

Sinopse:
Lizzie Sparkles devia ser a rapariga mais feliz do mundo... está a três meses de se casar com quem acha ser o Tal, no casamento dos seus sonhos! Passou os últimos três meses em êxtase. Mas, um fim-de-semana quando está a experimentar o vestido de noiva recebe notícias perturbadoras: o amor do passado regressa à sua vida como uma bomba! Depressa percebe que estas notícias ameaçam atrapalhar e eliminar os seus planos tão cuidadosamente elaborados.
O regresso inesperado de Alex muda tudo e Lizzie enfrenta um dilema impossível. Como poderá esquecer o passado, quando se depara com ele... e lhe pede mais uma oportunidade? E é forçada a fazer uma escolha que mudará a sua vida para sempre.
Uma história de amor comovedora e inesquecível, uma leitura emotiva, que não deixará os leitores indiferentes.


Opinião:
Um livro que me aqueceu o coração quando o recebi. Isto porque a editora teve o cuidado de pôr os nomes dos bloguers na primeira página dos exemplares que nos enviaram, tornando o livro uma prenda mais especial e "pensada" em nós. Adorei o cuidado e fiquei imensamente sensibilizada. Muito obrigada à editora!

O grande dia de Lizzie está aí à porta. A poucas semanas de se casar, Lizzie já não sabe como aguentar as loucuras pré casamento, tudo enquanto o seu trabalho está cada vez mais atarefado. Mas tudo piora quando do nada o seu ex namorado regressa, o seu primeiro amor, aquele que desaparecera sem dizer nada, supostamente por motivo nenhum.

Lizzie achava que Alex já não a atingia e por isso nem se preocupara muito com o seu regresso, mas quando este a procura e tenta falar com ela, Lizzie percebe que ainda deverá sentir algo por este primeiro amor, pois ele atinge-a mais do que aquilo que ela própria quer admitir a si mesma.

Um livro que temos que admitir, tem um romance cliché. É um livro que acredito que qualquer fã de livros do estilo Nicholas Sparks vai amar, e se o leitor gosta de livros em que um dos temas é o casamento, este é um livro sem dúvida a não perder. É um romance que nos faz suspirar que satisfação, torcer pelos personagens e querer saber o que acontecera no passado.

Isto porque este livro acontece entre o passado e o presente. O presente é a embrulhada em que Lizzie se encontra, entre casamento, trabalho, noivo e primeiro amor. O passado apresenta-nos a história de amor que Lizzie tivera com Alex. E sabendo nós desde o início que esta história acabara mal, só queremos saber o porquê!!

Lizzie é uma personagem com quem senti empatia, mas também me deixava irritatiça pois parece nunca saber o que quer, o que temos que admitir, irrita um pouco. Certas ações que Lizzie levava a cabo acabavam por me deixar fora de mim, mas outras simplesmente pareciam ser a forma mais normal de alguém agir quando ao que acontecera ao longo da narrativa.

É um livro querido, que nos deixa um sorriso nos lábios. É o romance típico, cliché e romântico que muitas de nós gostamos. Um livro que pede um chocolate quente e um espacinho à lareira!