Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Química do Amor" de Emily Foster

Passatempo #1

Passatempo #1
Até 24 de dezembro

Passatempo #2

Passatempo #2
Até 27 de dezembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 9 de outubro de 2011
Autor: Patrick Rothfuss
P.V.P.: 17,91 €
Data 1ª Edição: 2011
ISBN: 9789895578498
Nº de Páginas: 704
 
Lançamento da Sequela das Crónicas do Regicida
O Medo do Homem Sábio de Patrick Rothfuss
 
 
Em O Medo do Homem Sábio, Kvothe aprende o quão difícil a vida pode ser quando um homem se torna uma lenda viva…

Um dia totalmente novo começa depois dos surpreendentes acontecimentos, de um órfão que se torna lendário, do livro anterior. Disponível no mercado português desde o final do mês de Setembro, esta emocionante sequela de Patrick Rothfuss introduz novos materiais para equilibrar O Nome do Vento, aprofundando a complexidade e o interesse pela humanidade, pelas suas gentes e as suas várias culturas e usos.
O Nome do Vento chegou a Portugal em 2009, pela mão da Gailivro, sendo agora reeditado pela ASA, editora que nos traz também o mais recente livro da saga, O Medo do Homem Sábio, inserido na coleção 1001 Mundos e que irá dividir-se em dois volumes – a parte 1, que chega hoje às livrarias, e a parte 2, que sairá em Novembro.

Sobre a obra: Em O Medo do Homem Sábio, dia dois das Crónicas do Regicida, uma rivalidade crescente com um membro da nobreza força Kvothe a deixar a Universidade e a procurar a fortuna longe. À deriva, sem um tostão e sozinho, viaja par Vintas, onde, rapidamente, se vê enredado nas intrigas políticas da corte. Enquanto tenta cair nas boas graças de um poderoso nobre, Kvothe descobre uma tentativa de assassínio, entra em confronto com um Arcanista rival e lidera um grupo de mercenários, nas terras selvagens, para tentar descobrir quem ou o quê está a eliminar os viajantes na estrada do Rei.
Ao mesmo tempo, Kvothe procura respostas, na tentativa de descobrir a verdade sobre os misteriosos Amyr, os Chandrian e a morte da sua família. Ao longo do caminho Kvothe é levado a julgamento pelos lendários mercenários Adem, é forçado a defender a honra dos Edema Ruh e viaja até ao reino de Fae. Lá encontra Felurian, a mulher fae a que nenhum homem consegue resistir, e a quem nenhum homem sobreviveu… até aparecer Kvothe.
Em O Medo do Homem Sábio, Kvothe dá os primeiros passos no caminho do herói e aprende o quão difícil a vida pode ser quando um homem se torna uma lenda viva.

Imprensa: “Em 2011, durante várias semanas, O Medo do Homem Sábio liderou o top de vendas do New York Times e integrou os tops do USA Today e Wall Street Journal.”

“Quando foi lançado no Reino Unido, o novo livro de Patrick Rothfuss entrou diretamente para o top do jornal The Times.”


Sobre autor:
Enquanto estudante, o autor Patrick Rothfuss apercebeu-se de que tinha jeito para escrever. Escreveu poesia para uma série literária local, uma coluna satírica para o jornal regional, e scripts para um show de comédia radiofónica. Dois meses antes da graduação, Pat finalmente terminou o projeto em que trabalhara durante sete anos, uma história centrada na vida de um homem chamado Kvothe. Após os dois últimos anos de graduação, Pat regressou ao ensino na Universidade que aprendera a amar enquanto estudante. Neste intervalo de tempo o seu livro foi rejeitado por quase todos os agentes conhecidos deste universo. Em 2002, uma peça da novela de Pat, sabiamente disfarçada de short story, alcançou o primeiro lugar no concurso de Escritores do Futuro. A sua história, “A Estrada para Levinshir”, foi publicada no Volume 18 da antologia. Pat foi depois enviado para o workshop de escritores de ficção em Los Angeles. Nesse workshop conheceu Kevin Anderson, que o apresentou ao seu agente, Matt Bialer. Por fim Matt pôs Pat em contacto com a sua atual editora, Betsy Wollheim, presidente da Daw Books. E foi assim que “O Nome do Vento” chegou às livrarias americanas.

Colecção 1001 Mundos, da ASA
http://1001mundos.blogs.sapo.pt/

0 devaneios :