Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 31 de janeiro de 2012
Quase todos os dias há, no nosso calendário, datas para celebrar que têm significado nacional e internacional e que nos ajudam a ser melhores cidadãos. De forma poética, o autor escreve sobre o que representam esses dias e sobre o modo como eles nos podem tocar e mobilizar para causas e valores. Cada poema vale por si, mas o conjunto tem o valor de um olhar sobre as coisas que vale a pena lembrar, nas datas certas, e que podem tornar este mundo melhor.


O amor faz bem a tudo e torna a nossa vida mais bela. Mas será possível definir o amor nas várias maneiras de o sentir e de o partilhar, tentando chegar aos mais pequenos e também aos mais crescidos? É o que José Jorge Letria faz neste livro. Se há muitas maneiras de dizer e sentir o amor, algumas delas estão neste livro que é bom para ler e para dar às pessoas de quem gostamos e que nos enchem o coração de ternura, num tempo tão cheio de egoísmo, incerteza e medo. Vamos todos pensar e dizer que o amor é a melhor maneira de salvarmos este mundo e de o fazermos viver em paz.


José Jorge Letria - jornalista nos mais importantes jornais portugueses e escritor com vasta obra publicada em vários domínios, José Jorge Letria nasceu em Cascais em 1951. A sua obra de poesia e ficção narrativa, teatral e infanto-juvenil está traduzida em mais de uma dezena de línguas, tendo sido distinguida com importantes prémios nacionais e internacionais, com destaque para dois Grandes Prémios da APE, dois Prémios Eça de Queirós – Município de Lisboa, o Prémio Internacional UNESCO, o Prémio Aula de Poesia de Barcelona, o Prémio Plural (México) e o Prix International des Arts et des Lettres (Paris). Recebeu ainda o Prémio Nacional “O Ambiente na Literatura Infantil”, Prémio Ferreira de Castro, Prémio Gulbenkian, Prémio da Associação Paulista de Críticos de Arte (Brasil), Prémio da Fundação Nacional do Livro Infantil (Brasil) e Prémio Maria Rosa Colaço. Mestre em Relações Internacionais, doutorando em Ciências da Comunicação e autor de programas de rádio e de televisão, exerceu, entre 1994 e 2002, as funções de vereador da Cultura no município da sua terra natal e foi um dos mais destacados nomes da canção política em Portugal, tendo sido agraciado com a Ordem da Liberdade. Atualmente é presidente da Direcção da Sociedade Portuguesa de Autores e membro do Comité Executivo do Conselho Internacional de Autores Dramáticos, Literários e Audiovisuais.

0 devaneios :