Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011
Autora: Carrie Jones
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 296
Editor: Edições Gailivro
ISBN: 9789895578375
Coleção: 1001 Mundos
 
Sinopse:
Zara White suspeita que há um indivíduo estranho a persegui-la. Ela é também obcecada com fobias. E é verdade que ela não tem estado bem desde a morte do padrasto. Mas exilar-se no frio Maine e ir viver com a avó? Parece algo extremo.
É suposto que a mudança a ajude a manter-se sã… mas Sara tem a certeza que a sua mãe, no imediato, é incapaz de lidar com ela. Não podia estar mais enganada. O perseguidor está longe de ser um produto da sua imaginação. Ele está a persegui-la, deixando atrás de si um estranho rasto de pó.
Algo não está certo - não é humano - nesta sonolenta cidade do Maine, e todos os sinais apontam para Zara.
Nesta assustadora e absorvente narrativa, Carrie Jones dá-nos romance, suspense e uma criatura que nunca pensámos vir a temer.
 
 
Opinião:
Quando comecei a ler este livro foi-me impossível não começar a compará-lo com outro livro muitíssimo famoso... Crespúsculo de Stephenie Meyer.
 
Tudo começa quando Zara, uma rapariga da cidade como qualquer outra, vai para a casa da avó numa pequena terrinha rural. Ainda a lidar com a grande dor de ter perdido um dos seus familiares mais queridos, o pai, Zara começa a desenvolver fobofobia, medo de si mesma. Mas este medo não vem sozinho e Zara começa a juntar inúmeras fobias e a fazer o seu máximo para ultrapassá-las.
 
Mas a nossa protagonista não só lida com a perda do pai e com as suas diferentes fobias mas também com o medo de ser a "rapariga nova" na escola. Chegando de pára quedas a meio do semestre, Zara conhece dois rapazes diferentes do normal, que a atraiem de uma forma estranha e como ela nunca pensara que podia acontecer! E as coisas ficam ainda mais estranhas quando Zara descobre não só sobre a existência de lobisomens, mas também de pixies!
 
E aqui temos a premissa principal, onde, como podemos ver, há algumas parecenças com a saga Crepúsculo. O triangulo amoroso (que desta vez não tem espécie alguma de vampiros), a rapariga da cidade que vai para o campo devido a algum problema familiar e que conhece rapazes estranhos e que a atraiem de uma forma muitíssimo estranha.
 
Mas não pensem que esta é uma história IGUAL, porque não é! O início tem demasiadas semelhanças, mas a partir daí a história ganha a sua vida própria e a escrita da autora, simples e fluída, ajuda imenso nessa jornada. Uma da pecularidades do livro que eu gostei mais e achei muitíssimo interessante foram as fobias apresentadas e que são sentidas pela personagem principal, e a sua luta em cada capítulo para as ultrapassar.
 
Todas as personagens deste livro dão um toque especial à história e mesmo parecendo insignificantes, acabam por ter em nós e em Zara um efeito especial e fazem-nos pensar em determinadas coisas. Uma dessas personagens que mais gostei foi sem dúvida a avó de Zara, uma personagem divertida, curiosa e muito inteligente e é nos momentos em que ela aparece que nos divertimos imenso!
 
Um livro que recomendo para um dia em que apenas queiram ficar quentinhos e sossegados e em que não queiram ter uma história que vos obriga a "pensar" demais.

0 devaneios :