Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 27 de dezembro de 2011
Autora: Juliette Benzoni
Edição/reimpressão: 200
Páginas: 328
Editor: Edições 70
ISBN: 9789724412221
Coleção: A História como Romance

Sinopse:
Através das páginas desta obra, percorremos quarenta séculos de história pelo fio do destino de dezoito rainhas, famosas tanto pela beleza como pelo seu destino trágico. A pena romanesca de Juliette Benzoni traz-nos a narrativa das vidas destas rainhas: acompanhamos as aventuras da rainha camponesa Kiang-Su, a loucura macabra de Joana, a Louca, ou o penoso destino de Carolina Matilde da Dinamarca, a prisioneira de Kroenberg. Uma epopeia dramática que conjuga amor, ambição e ódio, a par do crime, da loucura e da razão do estado.


Opinião:
Já tinha ouvido falar muito bem da autora Juliette Benzoni e foi com alguma expectativa que comecei a ler este livrinho.

Este não é um romance por inteiro, por assim dizer. É um livro com pequenas histórias de mais ou menos 15 páginas cada uma, em que se retrata de uma forma romanceada e ligeira a vida de 18 grandes mulheres, conhecidas essencialmente pela sua grande beleza, sensualidade e como estas a usavam para atingir os seus fins.

Ao lermos a primeira história que nos é apresentada no livro ficamos com uma ideia que as histórias que vêem de seguida são sobre mulheres mais espirituosas, por assim dizer. Isto porque a primeira história se parece um pouco com um "Romeu e Julieta" egipcio, em que a princesa, muitíssimo bela, não usa a sensualidade para subir ao trono, mas sim para se vingar do assassinado do marido. Mas a partir daí são apresentados contos sobre mulheres que tudo fizeram para subir ao trono. Desde adultério ao assassínio, temos de tudo neste livrinho e vemos como a falta de escrúpulos era algo demasiado existente nestas rainhas.

Passando por rainhas muitíssimo conhecidas - Catarina Howard, a 5ª mulher de Henrique VIII, Maria Tudor, filha de Henrique VIII e da sua primeira mulher, conhecida como a Sangrenta, Leonor de Aquitânia, mãe de Ricardo Coração de Leão -, e também por rainhas que pelo menos eu nunca tinha ouvido falar - Nitócris, uma princesa/rainha egipcia, Draga, rainha da Sérvia, ... -, Juliette Benzoni consegue criar um livro simples e belo sobre grandes nomes da história mundial.

Um livro excelente para ler com calma e saborear e que dá se quisermos para intercalar com outro mais "sério":)

0 devaneios :