Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 24 de janeiro de 2012
Autor: Scott Westerfeld
Ilustração: Keith Thompson
Páginas: 352
Editora: Vogais
ISBN: 9789896681340
Série: Leviatã - 2

Sinopse:
Behemoth é a besta mais feroz da Marinha britânica. Os Darwinistas precisam dele mais do que nunca, agora que estão em guerra declarada com os Clankers.
Alek e Deryn estão juntos a bordo do Leviatã, e esperam conseguir levar a guerra a um impasse. Mas, quando a sua missão de paz falha, percebem que estão sós em território inimigo e que estão a ser perseguidos!


Opinião:
Scott Westerfeld é a grande aposta da editora Vogais no que respeita à literatura fantástica, ou neste caso steampunk. Pouco tempo após sair o livro Leviatã, o primeiro da saga, sai quase de seguida este segundo, que irá fazer as delícias de qualquer amante de steampunk.

Seguindo a acção do livro anterior, encontramo-nos a bordo de Leviatã, onde Aleksandar e Deryn Sharp continuam a colaborar um com o outro, mesmo pertecendo a lados oposto na guerra. A fim de cumprir as missões que têm em mãos, o Leviatã dirige-se para Constantinopla, também conhecido como Turquia, de forma a tentar comprar tréguas. Mas as coisas não correm como era suposto e Alex e Deryn acabam por se separar de uma forma demasiado drástica. Enquanto Deryn tenta esconder o seu segredo que parece ser cada vez mais conhecido, Alex arranja aliados na guerra e luta para conseguir obter o que é seu de direito de nascença.

Após ter lido o primeiro livro da saga, fiquei com uma impressão positiva desta história. Embora com uma escrita muito simples e personagens que não são muito aprofundadas, estas atraem o leitor, conseguindo prender-nos ao livro. Uma grande ajuda nesta acção são as fantásticas ilustrações de Keith Thompson, que de uma forma especial levam-nos para dentro da acção sem eliminar a parte da imaginação.

Este volume não se centra tanto na guerra em si como o anterior. Enquanto que no anterior o objectivo era localizarmo-nos na guerra, no porquê de esta ocorrer, no porquê de as personagens serem importantes nela, neste volume começam-se a desenvolver mais os sentimentos das personagens e a parte que estava um pouco descuidada - o desenvolvimento das personagens -, começa a aparecer e começamos a compreendê-las melhor e até começam a aparecer triângulos amorosos!

Um livro essencialmente para o público juvenil mas que também atrai um público mais adulto e cuja acção chegou a um impasse muitíssimo interessante e que quero muito ver desenvolvido no próximo livro.

0 devaneios :