Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012
Editora: Livros d’Hoje
N.º Páginas: 429
Preço: 17,90 €
ISBN: 978-972-20-4793-7
1ª Edição: janeiro de 2012

O NOVO NORTE – O MUNDO EM 2050
De Laurence C. Smith

O mundo em 2050 será radicalmente diferente do de hoje. Países do norte — nomeadamente Canadá, Rússia e Escandinávia — subirão à custa dos do sul. Lugares como Nova Zelândia, Argentina e Brasil também serão vencedores. Os padrões de migração humana serão drasticamente alterados — e o local onde nascemos será ainda mais crucial nas nossas vidas.

O Novo Norte explora as «quatro forças motrizes» que estão a modificar o mundo: a mudança climática, o crescimento populacional, a globalização e o esgotamento dos recursos. Mais do que isso, tenta-se prever como estas irão moldar o mundo até 2050. Este é um livro sobre pessoas e os fatores que determinam onde e como elas vivem, examinando mais cuidadosamente os países do extremo norte — Escandinávia, Canadá, Gronelândia —, que têm a ganhar com as mudanças em curso.

O autor, Laurence C. Smith,  é professor de geografia e de terra e ciências espaciais da Universidade da Califórnia. Publicou mais de cinquenta artigos de investigação, em revistas como Science e Nature e, em 2006, informou o Congresso sobre os impactos prováveis da mudança climática do norte. Os seus trabalhos têm sido abordados e discutidos em diferentes meios de comunicação social, como LA Times, National Geographic, The Boston Globe, The Washington Post, Time Magazine e NPR.


Editora: Livros d’Hoje
N.º Páginas: 203
Preço: 14,40
ISBN: 978-972-20-4890-3
1ª Edição: janeiro de 2012

UM LONGO REGRESSO A CASA
De Gail Caldwell

«Esta é uma velha história: eu tinha uma amiga com quem partilhava tudo, até que ela morreu e também isso nós partilhámos.

Um ano depois de ela ter partido, quando eu julgava já ter ultrapassado a loucura daquele sofrimento inicial, caminhava no parque de Cambridge onde durante anos Caroline e eu passeámos os cães. Era uma tarde de inverno e o local estava vazio – a estrada fazia uma curva, não havia ninguém à minha frente nem atrás de mim e eu senti uma desolação tão grande que, por momentos, os meus joelhos ficaram imóveis. “O que estou aqui a fazer?”, perguntei-lhe em voz alta, habituada agora a conversar com uma melhor amiga morta. “Devo seguir em frente?”»

Gail Caldwell ganhou o Prémio Pulitzer de Crítica Literária em 2001. Foi a principal crítica literária do jornal The Boston Globe e é autora de A Strong West Wind. Vive em Cambridge, Massachusetts.

0 devaneios :