Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 9 de dezembro de 2012
Autor: Kathryn Smith
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 392
Editor: Livros d'Hoje
ISBN: 9789722049122

Sinopse:
Wynthrope Ryland é um experiente ladrão que usa o seu charme junto de mulheres bonitas e com posses para conseguir os seus bens valiosos. No entanto, essa vida de crime não é a que deseja para si e, quando jurou deixá-la, eis que tem de cometer um último crime para proteger a carreira e a família do seu irmão North. Moira Tyndale, uma imponente viscondessa, é o seu último alvo. Porém, quando o descobre já uma profunda ligação os une. Wyn percebe que não pode mais ignorar a sua paixão. Deve proteger os seus segredos e o seu passado, mas não pode protegê-la de si mesmo. Como pode ele escolher entre o desejo do seu coração e a segurança do seu irmão?


Opinião:
Capa lindíssima. Foi a primeira coisa que pensei. E de seguida, sinopse curiosa! Então sem dúvida alguma que tinha que o ler!

Moira é uma viscondessa e uma viúva. Um viúva bem jovem, que vive a sua vida meio escondida da sociedade, tendo apenas como amigo o verdadeiro amor do seu ex-marido. Wynthrope é um homem lindíssimo e charmoso, cuja especialidade é roubar. Uma especialidade que já lhe valeu diversos problemas no passado. Numa das grandes festas da sociedade, acabam por se conhecer e Wynthrope descobre que Moira lhe capta a atenção de uma forma diferente do normal. Uma viúva que se mostra distante, que aparenta uma calma fora do normal mas que é muitíssimo mais sensual do que ela própria pensa.

A atração entre ambos é imediata, mas enquanto que Moira quer esconder os seus sentimentos em prol do seu grande segredo, um segredo que poderia não apenas a desgraçar a si mas à memória do seu falecido esposo, Wynthrope quer esconder o seu passado, especialmente quando este passado volta para o assombrar, através de um homem que lhe dava instruções sobre o que roubar. Este homem ameaça Wynthrope, afirmando que pode desgraçar o seu irmão que o salvou da cadeia à diversos anos atrás, na altura em que roubava para viver. Mas o que lhe pede é algo que vale demasiado para Moira, não fosse Wynthrope estar a apaixonar-se cada vez mais profundamente pela inocente e fabulosa viscondessa.

Gostei deste livro, sendo para mim o seu ponto forte o facto de as personagens se apaixonarem lentamente sem exageros e pressas. Apaixonam-se ao conhecerem-se melhor e ao saber o que esperar um do outro. Sim, é verdade que a atração entre eles é imediata, mas isso é o início. O verdadeiro romance apenas começa passado algum tempo de se conhecerem mutuamente. O segredo de Moira foi algo que me admirou, é algo que não é falado muito neste género de livros de época e achei interessante esse pormenor que foi dado pela autora. Por outro lado adorei a escrita, simples e fluída e directa mas não demasiado directa da autora.

Foi um livro simples, um bom romance de época, que me encheu as medidas relativamente ao que eu esperava dele.

0 devaneios :