Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 9 de dezembro de 2012
Autor: Kathryn Smith
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 392
Editor: Livros d'Hoje
ISBN: 9789722049122

Sinopse:
Wynthrope Ryland é um experiente ladrão que usa o seu charme junto de mulheres bonitas e com posses para conseguir os seus bens valiosos. No entanto, essa vida de crime não é a que deseja para si e, quando jurou deixá-la, eis que tem de cometer um último crime para proteger a carreira e a família do seu irmão North. Moira Tyndale, uma imponente viscondessa, é o seu último alvo. Porém, quando o descobre já uma profunda ligação os une. Wyn percebe que não pode mais ignorar a sua paixão. Deve proteger os seus segredos e o seu passado, mas não pode protegê-la de si mesmo. Como pode ele escolher entre o desejo do seu coração e a segurança do seu irmão?


Opinião:
Capa lindíssima. Foi a primeira coisa que pensei. E de seguida, sinopse curiosa! Então sem dúvida alguma que tinha que o ler!

Moira é uma viscondessa e uma viúva. Um viúva bem jovem, que vive a sua vida meio escondida da sociedade, tendo apenas como amigo o verdadeiro amor do seu ex-marido. Wynthrope é um homem lindíssimo e charmoso, cuja especialidade é roubar. Uma especialidade que já lhe valeu diversos problemas no passado. Numa das grandes festas da sociedade, acabam por se conhecer e Wynthrope descobre que Moira lhe capta a atenção de uma forma diferente do normal. Uma viúva que se mostra distante, que aparenta uma calma fora do normal mas que é muitíssimo mais sensual do que ela própria pensa.

A atração entre ambos é imediata, mas enquanto que Moira quer esconder os seus sentimentos em prol do seu grande segredo, um segredo que poderia não apenas a desgraçar a si mas à memória do seu falecido esposo, Wynthrope quer esconder o seu passado, especialmente quando este passado volta para o assombrar, através de um homem que lhe dava instruções sobre o que roubar. Este homem ameaça Wynthrope, afirmando que pode desgraçar o seu irmão que o salvou da cadeia à diversos anos atrás, na altura em que roubava para viver. Mas o que lhe pede é algo que vale demasiado para Moira, não fosse Wynthrope estar a apaixonar-se cada vez mais profundamente pela inocente e fabulosa viscondessa.

Gostei deste livro, sendo para mim o seu ponto forte o facto de as personagens se apaixonarem lentamente sem exageros e pressas. Apaixonam-se ao conhecerem-se melhor e ao saber o que esperar um do outro. Sim, é verdade que a atração entre eles é imediata, mas isso é o início. O verdadeiro romance apenas começa passado algum tempo de se conhecerem mutuamente. O segredo de Moira foi algo que me admirou, é algo que não é falado muito neste género de livros de época e achei interessante esse pormenor que foi dado pela autora. Por outro lado adorei a escrita, simples e fluída e directa mas não demasiado directa da autora.

Foi um livro simples, um bom romance de época, que me encheu as medidas relativamente ao que eu esperava dele.

0 devaneios :