Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Química do Amor" de Emily Foster

Passatempo #1

Passatempo #1
Até 24 de dezembro

Passatempo #2

Passatempo #2
Até 27 de dezembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 28 de abril de 2013
Autora: Deborah E. Harkness
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 676
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724621609

Sinopse:
No primeiro volume desta trilogia Diana Bishop, uma historiadora de Oxford e última descente de uma linhagem de bruxas e Matthew Clairmont, um vampiro geneticista de 1500 anos de idade vão juntos desvendar os segredos de Ashmole 782 e impedir que esse poderoso manuscrito caia nas mãos erradas.
Agora, neste segundo tomo, Diana e Matthew viajam no tempo para a Londres de 1590, mas rapidamente se apercebem de que o passado pode não ser um lugar seguro. Matthew alia-se ao Escolha da Noite, um grupo radical de amigos e desregrados demónios, onde se encontram o dramaturgo Christopher Marlowe e o matemático Thomas Harriot e ao assumir as suas anteriores funções como espião de Isabel I, fica em contato com o submundo de uma Londres em ebulição e sedenta da caça às bruxas.
Juntos, Matthew e Diana procuram nas velhas livrarias e nos laboratórios de alquimia o célebre Ashmole 782, sem o qual não poderão regressar ao tempo presente. Diana descobre que os seus poderes são muito maiores do que imaginava mas precisa de uma bruxa que lhe ensine a acordar, desenvolver e controlar as suas forças de tecedeira, o que não é fácil para a fêmea de um vampiro!


Opinião:
Quando terminei de ler o primeiro livro desta trilogia recebi a notícia que iria ser publicado o segundo volume! Visto que o primeiro acaba repleto de perguntas e que nos diz que o próximo livro ocorrerá no passado, não resisti! Tinha que arranjar forma de o ler.

Diana Bishop sofreu imenso nos últimos dias. Descobriu que os pais lhe prenderam os poderes dentro dela por um razão que não sabe. Que esses poderes não são normais e que aparecem do nada devido a fortes sentimentos. Foi torturada por outra bruxa, algo que lhe deixou cicatrizes permanentes, tanto físicas como psicológicas. Em contra partida encontrou pessoas a quem pode chamar família, apaixonou-se por Matthew, sendo esta uma relação correspondida e descobriu que possui um poder muito invulgar, o poder de viajar no tempo. É com esse poder que ela e Matthew vão para Londres em 1590, altura em que existiam mais bruxas no mundo do que no presente, sendo esta a época de ouro desta raça. Tudo isto com a esperança de encontrar alguma bruxa que ajude Diana a controlar o seu poder e a compreender melhor o que se passa com ela!

Mas o passado esconde muitos segredos sobre Matthew, afinal em 1590 Matthew já existia e era nada mais nada menos do que um dos melhores espiões da rainha Isabel I, a sua sombra. Em 1590, Diana acaba por descobrir inúmeras diferentes faces de Matthew, desde a pessoa livre e feliz, passando pelo homem com antigos costumes que acha que a mulher tem que fazer o que o homem lhe manda, passando por um homem mais secretista ainda do que no presente. No decorrer da ação descobrimos inúmeras personagens que marcaram Matthew no presente de uma forma especial, especialmente o seu pai, a pessoa que o tornou vampiro e que no presente se encontra morto.

Gostei muito dos segredos que descobrimos neste livro. Desde inúmeros mistérios profundos sobre Matthew, dando-nos assim um maior entender sobre esta personagem, o que nos leva a perceber certas acções que toma e o seu instinto extra protector, passando pelos poderes de Diana, onde descobrimos que esta é uma tecedeira, podendo criar os seus próprios feitiços, daí não conseguir fazer feitiços simples, porque para isso ensinam-lhe feitiços pré-feitos, quando supostamente ela é que criará os que funcionam para ela.

Conhecemos também o pai de Diana, descobrindo que este sabia mais sobre o seu futuro do que seria suposto, não fosse este ser também um viajante do tempo, tendo os poderes de Diana vindo dele. Poderes esses que estão relacionados com a vida e a morte, acabando por criar um milagre... ficando Diana grávida de Matthew, quando se considerava que tal proença era impossível!

Um livro que nos responde a inúmeras questões deixadas pelo livro anterior, mas que nos deixa outras quantas. Outro ponto muito positivo neste livro foi o facto de a autora não escrever tanta "palha", tantas passagens que não fazem falta à história, como ocorreu no último livro. Elas continuam lá, mas em menor quantidade, o que mostra o melhoramento da escrita da autora.

Uma saga que recomendo!

0 devaneios :