Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 28 de junho de 2013
Autora: Vina Jackson
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 264
Editor: 5 Sentidos
ISBN: 978-989-745-003-7

Sinopse:
Uma história de amor ousada e sedutora.
Summer Zahova instala-se em Nova Iorque e desfruta a sua nova vida profissional numa importante orquestra. Sob o olhar atento de Simón, o atraente maestro venezuelano, a carreira de Summer desenvolve-se, trazendo-lhe estabilidade. No entanto, uma cidade diferente e o sucesso alcançado trazem-lhe novas tentações e em breve Summer sentir-se-á atraída pelo mundo perigoso e secreto da intriga e do desejo, que ela pensara ter deixado para sempre.
Entretanto, Dominik, o abastado professor universitário, apercebendo-se que a sua vida não faz sentido sem Summer, decide deixar Londres e vai viver para Nova Iorque. Dominik está convencido de que pode proteger Summer do seu lado mais sombrio, não compreendendo que as suas próprias paixões acabam por ser destrutivas para ambos.
Vina Jackson continua a surpreender-nos neste segundo volume da série 80 Dias, um romance excitante, sedutor e cheio de surpresas.


Opinião:
Após a leitura do primeiro livro desta trilogia, devo dizer que embora tenham havido certas partes que tornaram o livro "apenas mais um" na categoria de erótico publicado no nosso país, o final foi deveras curioso e deu-me uma curiosidade enorme para continuar a ler o próximo para saber como se mantinha a opinião da nossa personagem principal, Summer.

Summer é uma mulher libertina. Sente-se confiante no seu próprio corpo e se apenas seguisse os desejos deste nunca iria ter roupa sequer no armário, andaria livre pelas ruas, apenas com o seu violino como acompanhante. Mas o seu cérebro sabe que tal é errado, que se deve tornar mulher de um homem só, que deve resfriar o que sente, para não ser considerada diferente... ou ainda pior.

Agora Summer está numa relação mais séria com Dominik, estes já não sentem apenas a vontade de estarem juntos pelo sexo, mas há algo mais, algo que Summer tem medo de aprofundar, por muito que Dominik queira fazê-lo. Começam a viver juntos e os seus sentimentos são postos à prova, especialmente pelo aparecimento de um jovem maestro que começa a trabalhar na banda onde Summer atua, levando a que esta tenha pensamentos nada corretos em relação a este, cada vez que o vê. Além disso um "velho amigo" decide que quer provar a Dominik a natureza real de Summer, levando a relação destes a um nível muito superior.

Eu só li este livro mesmo pelo final do anterior. No final do primeiro livro da trilogia, Summer prova que ainda tem vontade própria e muito sinceramente foi algo que não se costuma ver assim do nada em outros livros do género. Embora tenha adorado o início do primeiro, a metade ficou muito mau e só se safou por causa desse tal final. Mas foi esse final que me deu curiosidade em ir ler o volume seguinte da trilogia e assim o fiz. Neste volume não temos tantas cenas "maiores de 18 anos" como no anterior, além de que essas mesmas partes não são tão imaginativas, o que acaba por ser um ponto muito positivo. Este livro acaba por se centrar mais no relacionamento existente entre Summer e Dominik, acabamos por ver o que gostam um no outro, a sua maneira de pensar relativamente à relação em que se encontram e considerei tudo isso pontos muito positivos no livro, o que foi uma mais valia.

Além da relação, as próprias personagens também são mais exploradas, levando a que o próprio leitor as compreenda melhor, perceba porque são como são e achei que tal foi um bom esforço dos autores.

Achei este livro muitíssimo melhor que o primeiro, com menos cenas (demasiado) picantes e mais sentimentalismo e desenvolvimento de personagens, o que é sempre algo positivo.

0 devaneios :