Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 22 de fevereiro de 2014
Autora: J. A. Redmerski
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 464
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722351829

Sinopse:
Camryn Bennett decide, com a impetuosidade dos seus 20 anos, abandonar um quotidiano previsível e aventurar-se numa viagem sem destino em busca de si própria. Entra num autocarro de longo curso e deixa-se ir ao sabor do momento. É então que conhece a pessoa que irá mudar para sempre a sua vida - Andrew Parish, um jovem que vive a vida intensamente. O espírito livre e aventuroso de Andrew exerce sobre Camryn um poderoso fascínio e, pouco a pouco, vai quebrando as suas defesas, libertando-a das convenções que a impedem de viver plenamente o presente e expondo os seus desejos mais secretos. Sensual e inspirador, este romance fala-nos do amor, da paixão, do erotismo... e da coragem de vivermos até ao limite sem nos trairmos a nós próprios.


Opinião:
Este livro foi muitíssimo falado durante o mês passado. Um falatório muitíssimo positivo, onde de dezenas de críticas apenas uma era menos boa. Dessa forma tive mesmo que adquirir o livro e ver o que estava a perder. Foi assim que me deparei com dois jovens que se acabam por unir devido a segredos e ao desejo de serem livres e felizes.

Camryn Bennett está farta da sua vida previsível. Quer aventura, conhecer novos locais, novas pessoais, mas essencialmente o que quer é sair daquele lugar que conhece demasiado bem. Dessa forma Camryn entra num dos primeiros autocarros que encontra e começa uma longa viagem que demora inúmeras horas. E é nessa viagem que conhece Andrew.

Quando Andrew entra no autocarro acha imensa graça à rapariga engraçada e gira que de repente coloca a mala no local ao seu lado, como a dizer "aqui não te vais sentar". Algo que ele considera idiota visto o autocarro estar praticamente vazio. Com o avançar da viagem começa a achar a rapariga muito estranha e até mesmo picuinhas mas chega a ficar preocupado com ela quando um homem mais velho no autocarro não para de a mirar com um olhar nada agradável e muito assustador. Dessa forma, através de pequenos truques, Andrew tenta manter essa estranha rapariga afastada do homem, ao mesmo tempo que começa uma grande amizade, com os seus altos e baixos, mas essencialmente com altos. Uma amizade criada durante uma longa viagem que acaba por se tornar algo muito especial.

Este é um livro muitíssimo engraçado e que proporciona um grande entretenimento para qualquer leitor. Este é contado do ponto de vista de ambas as personagens, sendo que a acção é contada por cada um de forma intercalada. É engraçado ver como as atitudes que Camryn acha estranhas de Andrew acabam por ser pequenos truques para a ajudar e proteger, mesmo quando estes ainda não se conhecem. Andrew acaba por ser o tema pesado de todo o livro. Um rapaz que pensamos que está totalmente bem e que quer demonstrar a todos que consegue ultrapassar a doença do pai, uma doença que o está a matar demasiado rapidamente.

A relação entre Andrew e Camryn é espectacular, essencialmente durante a primeira metade do livro. A forma como eles travaram conhecimento um com o outro e a curiosidade que tiveram em conhecer mais sobre as histórias um do outro, foram muito engraçadas e leves, começando um verdadeiro romance de adolescentes. Quando a primeira parte do livro termina, ou seja, quando a primeira viagem que os personagens fazem juntos termina, começa a parte mais pesada do livro, mas sempre contada de forma leve e com momentos muito divertidos, alguns deles até mesmo muitíssimo picantes.

O final? Quando parecia que tudo ia correr mal uma reviravolta devido à grande força de viver das personagens acontece. Uma reviravolta que deu a este livro um final muitíssimo querido. Um livro que recomendo pelo seu tom leve, divertido e brincalhão, sendo que a autora consegue tornar os piores momentos mais leves para o leitor, um leitor que não irá conseguir largar este livro enquanto não o terminar. Sem dúvida uma boa surpresa que mereceu tudo o que foi dito sobre ele o mês passado.

2 devaneios :

Rita Ribeiro disse...

Estou mesmo muito curiosa com este livro, só tenho ouvido boas opiniões e a tua só o veio reforçar. :)

Beijinhos e boas leituras

v_crazy_girl disse...

Eu gostei muito :) Não é uma história totalmente diferente, mas é daquelas que nos absorve e é uma leitura muito fluída :)