Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 19 de julho de 2014
Autora: Elizabeth Adler
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 376
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897261268

Sinopse:
Issy, de quinze anos, e a mãe, recentemente divorciada, lutam por encontrar o seu caminho e o seu lugar na vida, sozinhas e em conjunto. Aos trinta e oito anos, com pouco dinheiro e a braços com todas as responsabilidades, Caroline tenta reconciliar-se com a nova situação em que se encontra. Ao decidir deixar para trás a desafogada vida que levava em Singapura (bem como o seu infiel marido e a amante de longa data), acaba a viver no pub de uma aldeia inglesa, trabalhando como chef para ganhar a vida, conhecendo as pessoas mais pitorescas da zona e fazendo amigos. Porém, Issy adora o pai e secretamente culpa a mãe pela reviravolta operada na sua vida.
Ao mesmo tempo que o sonho de Caroline de converter um velho celeiro num restaurante começa a tomar forma, a sua oportunidade de ser feliz é posta em causa por rumores de vingança e homicídio. Quando Issy, a meio caminho entre a adolescência e a idade adulta, começa a fazer algumas escolhas arriscadas, a situação complica-se ainda mais.


Opinião:
Nunca tinha lido nada desta autora. Eu sei que é uma autora com amantes por todo o mundo, uma autora que há pessoas que fazem questão de comprar os seus livros mal estes saem do mercado, não conseguindo de forma alguma lê-los apenas por empréstimo mas querendo-os nas suas estantes para poderem admirá-los, lendo-os o número de vezes que quiserem, quando quiserem. Decidi entrar nesta leitura especialmente por ser uma autora conhecida que eu nunca tinha lido, além de que acho que esta é uma das melhores capas que a autora tem cá em Portugal.

Caroline queria fugir da sua vida passada. Não tendo força suficiente para enfrentar frente a frente o passado, presente e futuro, acaba por pegar na filha e fazer uma longa viagem até a uma pequena aldeia, onde a sua chegada não passa despercebida aos poucos habitantes que lá moram. Sem muito dinheiro e sem saber como recomeçará a vida do nada, tem a grande sorte de encontrar um pequeno pub cheio de pessoas muitíssimo bondosas, que acabam por "adoptar" Caroline e a filha Issy. Tendo um talento nato para a culinária, Caroline começa a cozinhar naquele pequeno pub, de forma a finalmente restituir a sua vida.

Mas Caroline não quer trabalhar no pub para todo o sempre, embora adore o ambiente e aquelas pessoas amáveis que agora são a sua família. É ao encontrar um velho celeiro que começa a imaginar um novo rumo, querendo transformar o celeiro num restaurante, onde aplicaria o seu saber como cozinheira. Mas as coisas não são tão perfeitas como parecem, especialmente da parte da sua filha Issy, que continua a achar que só vive naquele fim de mundo por casmurrice da sua mãe, sendo que o pai tem toda a razão existente no mundo.

Este é um daqueles livros que mesmo não tendo uma história extraordinária e muito por aí além, acaba por conseguir vender bem a narrativa que apresenta, muito devido à escrita fantástica da autora. Uma escrita fluída, simples e que prende qualquer pessoa do início ao fim. Adorei o facto de o livro ser do ponto de vista não apenas da mãe, mas também da filha. Isso permite-nos ver as suas visões para as mesmas situações e assim compreendemos o porquê das personagens agirem como agem. Compreendemos também porque é que Issy culpa a mãe por tudo de mal que ocorre na sua vida, sendo que acabamos por compreender esta personagem que está em plena fase de adolescência. Uma fase sempre difícil.

Por outro lado vemos a paciência da mãe não apenas para com Issy mas para com todos os outros fatores negativos que parece que estão decididos a que esta não toque no celeiro, melhorando-o e tornando-o num restaurante que poderá fazer a diferença para toda a pequena aldeia.

Um livro que embora não tenha uma história muito diferente de outras que já li, acaba por ser absolutamente fantástico pela escrita da autora e pela humanidade dada às personagens. Recomendo.

0 devaneios :