Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 5 de setembro de 2014
Autora: Paullina Simonns
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 584
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892325750

Sinopse:
Com apenas dezoito anos, Tatiana está grávida e só. O seu marido, Alexander, foi acusado de espionagem e preso pela infame polícia secreta de Estaline.
Alexander é um herói de guerra condecorado que carrega um segredo fatal. Nascido na América, vive encurralado desde a adolescência na União Soviética, para onde imigrou com os pais, que queriam viver o ideal comunista. Mas o brutal regime do país rapidamente destroçou os seus sonhos. Para se proteger, Alexander serviu o Exército Vermelho e fez-se passar por cidadão soviético. Para ele, a II Guerra Mundial é já uma causa perdida: tanto a derrota como a vitória significam a morte. As notícias que dão conta do triste destino de Alexander levam Tatiana a fugir para a América. Quando chega a Nova Iorque, ela é uma jovem viúva com um filho pequeno nos braços e um passado doloroso. Pouco tempo depois, tem um emprego, amigos e a vida com que nunca ousou sonhar. Mas a dor pela perda de Alexander nunca a abandona. Algures dentro de si e contra todas as evidências, ela continua a ouvir a voz do seu grande amor...
Uma história épica de amor e guerra. Um hino ao poder dos sentimentos e da fé humana. Tatiana é a sequela do bestseller mundial O Grande Amor da Minha Vida.


Opinião:
Após ter lido e ficado deslumbrada com o primeiro título desta coleção, não consegui ficar indiferente quando saiu este novo volume. Apesar de ter ficado um pouco triste por a editora ter retirado os últimos três capítulos ao livro para publicarem noutro volume, a minha vontade de ler esta continuação era demasiado grande e acabei assim por adquirir o ebook e descobrir mais sobre esta belíssima e triste história de amor.

Tatiana tem apenas 18 anos, mas já sofrera muito na vida. Apanhada no meio da segunda guerra mundial, era uma rapariga que vivia feliz entre a sua família. Uma família que já não existia, tendo falecido durante essa horrível guerra, de fome e doenças. A única pessoa que a poderia apoiar acaba por ser morta durante as batalhas, um jovem oficial que nunca conhecera realmente o amor, que apenas saia com mulheres para esquecer o inferno em que vivia. Um homem que desde que a viu pela primeira vez, no primeiro dia da guerra a comer um gelado feliz, a cantarolar, teve uma vontade enorme de saber que ela era.

Um oficial que chegara longe e que agora era o pai da criança que Tatiana trazia no ventre. Conseguindo fugir para a América, devido a um grande plano feito por Alexander, Tatiana tenta refazer a sua vida, fazendo a única coisa que aprendera durante a guerra, ser enfermeira. Ganhando de imediato a confiança de todos os seus pacientes, que a adoram não só por ser bonita, mas também por ser carinhosa e bondosa, Tatiana rapidamente se torna conhecida no meio daquela pequena cidade. Todas a conhecem pelos seus atos bondosos, atos que nem Tatiana tem noção que são levados tão em conta.

Enquanto Tatiana tenta refazer a sua vida sem o único homem que amara, pai do seu filho, a realidade é que Alexander está vivo. Apanhado pelo exército que o considera um espião, Alexander tem que passar duras provas para sobreviver, isto se quer voltar para Tatiana, onde quer que ela esteja. Provas que o levam diversas vezes à beira da morte, embora parecesse que a morte não queria nada com ele. Ao descobrir que a sua mulher está viva, sendo procurada pela União Soviética, Alexander fica sem saber se a deverá procurar, colocando-a num maior risco, ou se deverá esquecê-la e deixá-la viver a sua vida.

Adorei o primeiro livro desta trilogia e este não foi excepção. Embora não seja o segundo livro completo, sendo que a parte que falta era a que eu mais queria ler (o reencontro das duas personagens), a verdade é que mesmo sabendo isso mergulhei de pés e cabeça na leitura. Senti o que Tatiana e Alexander sentiam. Como estes sentiam as suas vidas a fugirem-lhes entre os dedos, sendo que o que os prendia à vida era o seu filho e o amor que partilhavam um pelo outro. Foi uma boa coisa Tatiana estar grávida quando fugira da União Soviética, pois acho que sem este pequeno milagre ela nunca teria sobrevivido por si mesma. Apesar de ver o seu Alexander sempre que olhava para o filho, era por este que ela vivia, pela criança que tinha sido fruto do seu amor.

Já Alexander prendia-se na esperança de voltar a ver o seu amor. Sabia que Tatiana tinha desaparecido do mapa, mesmo sendo procurada pelo exército, e apesar de não saber para onde tinha ido, algo lhe dizia que estava viva. Era esta esperança de a poder voltar a ver que lhe dava as forças necessárias para continuar. Neste livro ficamos a conhecer um Alexander totalmente diferente. Apesar de no primeiro livro sabermos que este ama Tatiana, não sabemos muito mais sobre ele, sendo que como é Tatiana a que sofre mais com a guerra, o livro anterior tinha sido mais focado nela. Neste é o contrário. Tatiana vive em maior segurança do que Alexander e por isso o maior foco da história é nele. Ficamos a conhecer o seu passado. O que sentira ao conhecer Tatiana, ao vê-la naquele primeiro dia de guerra. Descobrimos mais sobre os encontros entre os dois, sobre a ligação que os unia e a confiança que tinham um com o outro.

Sem dúvida alguma um livro que adorei e que embora não concorde com a opinião da editora de afirmar que o próximo volume é o último (visto que na versão original o último em português são os últimos capítulos do segundo volume original), irei à mesma comprar o livro, pois quero saber como é o reencontro entre estas duas personagens. Recomendo!

0 devaneios :