Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 9 de setembro de 2014
Autora: Colleen Hoover
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 352
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898626509

Sinopse:
Preferia saber a verdade, ainda que isso fizesse de si um caso perdido, ou continuar a viver uma mentira?
Quando Sky conhece Dean Holder no liceu, um rapaz com uma reputação tão duvidosa quanto a dela, sente-se aterrorizada, mas também cativada. Há algo naquela figura que lhe traz memórias do seu passado mais profundo e perturbador. Um passado que ela tentou por tudo enterrar dentro da sua mente.
Ainda que Sky esteja determinada a afastar-se de Holder, a perseguição cerrada que ele lhe dedica, bem como o seu sorriso enigmático, fazem-na baixar as defesas, e a intensidade da relação entre os dois cresce a cada dia. Mas o misterioso Holder também guarda os seus segredos, e, quando os revela a Sky, ela vê-se confrontada com uma verdade tão terrível que pode mudá-la para sempre. Será Sky quem ela pensa que é? E será que os dois conseguirão sarar as suas feridas emocionais e encontrar um modo de viver e amar sem limites?
Um Caso Perdido (Hopeless) é um romance intenso que o irá comover e arrebatar, ao mesmo tempo que o fará recordar o seu primeiro amor.


Opinião:
Como já devem ter percebido pelas minhas últimas críticas aos livros desta chancela, eu adoro a editora TopSeller, sendo uma editora que cresceu imenso neste ano, tendo começado a chamar-me a atenção no final de 2013. É uma editora que aposta em todos os géneros literários existentes no mercado que adoro, apostando sem medo em autores desconhecidos por muitos e acabando por prender o público pelas suas magníficas capas e sinopses que chamam a atenção a qualquer um. Este foi um daqueles livros que me bastou ver a sinopse para querer algo com ele. Apesar de admitir que inicialmente a capa não me chamara muito atenção, mais por causa do título do que outra coisa (não me apetecia ler algo demasiado triste e o título apontava-me para algo do género de Nicholas Sparks), a verdade é que bastou-me um vislumbre da sinopse para o querer ler.

Sky é uma rapariga que sempre tivera aulas em casa. Nunca fora para a escola como todas as crianças da sua idade e muda constantemente de casa com a sua mãe. Embora saiba ser adoptada, sente o amor que a mãe adoptiva tem por si, amando-a como se fosse realmente de sangue. Apenas tem problemas com a sua forma de ver o mundo. A mãe proíbe-a de ter telemóvel, de ver televisão, de usar a internet ou ter um simples computador. Sky apenas tem uma amiga e isso porque a rapariga é extremamente extrovertida e sua vizinha.

Quando finalmente convence a mãe a entrar numa escola pública, mais por capricho do que por vontade, a vida de Sky muda totalmente ao perceber que aquela escola consegue ser pior do que os livros que ela lê e, que existem rapazes extremamente perigosos que têm uma sensualidade que nem ela consegue negar. Juntando-se finalmente com o estranho Holder, um rapaz que se diz ser um verdadeiro delinquente, Sky acaba por descobrir um novo mundo que nunca antes vira, além de descobrir que a sua mente esconde mais do que aquilo que ela própria sabe.

Pertencendo ao género literário young-adult, um género que está cada vez mais em voga embora não seja muito conhecido em Portugal, é através da escrita fantástica e envolvente de Colleen Hoover que ficamos a conhecer a vida de Sky, uma rapariga que não se interessa pelo que os outros pensam de si mesma, desde que possa manter a sua melhor amiga feliz e os pais no desconhecimento do que se passa na escola. É nesta escola que ela conhece Holder, um rapaz lindíssimo que lhe tira de imediato o ar ao olhar para ela.

Holder é uma personagem que nos prende deste o início. Todos os leitores, especialmente o público feminino, gostam de um bom bad boy e é isso que encontramos em Holder. Um rapaz lindíssimo e com uma reputação que mete medo ao susto. Um rapaz que todos tentam evitar a todo o custo, pois de acordo com os rumores fora preso por ter batido num rapaz por este ser homossexual. Apesar de tudo o que se diz sobre ele, Holder acaba por mostrar um lado carinhoso e muito simpático a Sky, que apesar dos medos iniciais percebe que ele é como ela. Uma pessoa que não se enquadra em lado nenhum. Que apenas quer viver em paz e ser feliz, apesar de a sua maneira de ser acabar por não lhe permitir isso.

Como podem perceber este livro acaba por ter um grande romance embutido, mas não é isso que o torna o que é. Este livro acaba por ser especial por todos os assuntos sérios discutidos nele. Um dos grandes temas acaba por ser o bullying. Desde o início do livro percebemos que Sky não quer saber para nada dos rumores que se falam sobre ela, apesar desses a incomodarem um pouco. Chegando a uma escola onde não conhece ninguém mas todos a conhecem, tem a sorte que arranjar um amigo no meio de toda aquela loucura, senão duvido que a sua força de vontade em ignorar o que se passava em seu redor fosse tão grande.

Outro dos grandes temas, um tema muito forte, são os abusos físicos e psicológicos. Um tema que não aparece repentinamente no livro, mas que acaba por ser construído lentamente e de forma muito inteligente pela autora. Acabei por sofrer imenso com as personagens enquanto este tema se revelava. Foi um tema importante para o crescimento das personagens, apesar de as ter feito sofrer imensamente. Sky cresceu imenso, de uma rapariga que apenas estava com os rapazes para sentir a mente fazia à rapariga que sente borboletas no estômago, apesar de saber que tem determinados problemas que nem ela compreende. Holder cresce de um rapaz que sofre com a morte da irmã, a alguém que aprende a aceitá-la e acaba por descobrir mais sobre a sua gémea do que inicialmente sabia, acabando por compreendê-la e respeitá-la mais do que anteriormente.

É um livro que adorei, uma aposta excelente desta editora que cada vez me surpreende mais. Leiam, vão adorar!

0 devaneios :