Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 1 de outubro de 2014
Autora: J. R. Ward
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 524
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897261503

Sinopse:
Quando Cait Douglass decide recuperar do seu desgosto de amor, despojar-se das suas inibições e começar realmente a viver, não está preparada para os dois homens sensuais que se atravessam no seu caminho. Dividida entre eles, não sabe qual escolher - ou que tipo de consequências terríveis podem surgir.
Jim Heron, anjo caído e salvador relutante, está na guerra mas coloca tudo em risco quando tenta fazer um acordo com o diabo - literalmente. Quando mais uma alma é involuntariamente apanhada na batalha entre ele e o demónio Devina, a sua fixação numa inocente presa no inferno ameaça desviá-lo do seu dever sagrado...
Pode o bem ainda prevalecer se o amor verdadeiro enfraquece um salvador? E será que o futuro de uma mulher é a chave, ou a maldição, para toda a humanidade? Só o tempo, e os corações, dirão.


Opinião:
J. R. Ward é uma das minha autoras favoritas dentro do género. Com uma narrativa solta e fluída e personagens que nos prendem do início ao fim, sempre que sai algo novo da autora não resisto e tenho que adquirir e ler essa nova narrativa. Como tal, mal saiu este novo livro da saga dos 7 Pecados Mortais, e graças ao apoio da editora, consegui ler a obra e devo dizer que da saga é um dos meus favoritos até à data.

Cait quer mudar. Está farta de ser a menina certinha, que passa despercebida e que faz tudo o que os pais querem. Já tem idade para pensar pela sua própria cabeça, para seguir o seu próprio destino e fazer as suas escolhas. Dessa forma decide mudar das roupas pretas e cinzentas para um bocado de cor aqui e acolá. O cabelo também é algo que nunca mudara até à data e decide que gastar um bom dinheiro com ele é algo que merece. E como não podia deixar de ser acaba por ser convidada pela melhor amiga para saírem, a oportunidade perfeita para mostrar o seu novo visual, algo que a assusta imenso.

Nessa saída capta de imediato a tenção de um belíssimo homem. Alguém carinhoso e prestável que parece adorá-la acima de tudo. E como as coisas tentem sempre a complicar-se, acaba também por conhecer outro homem totalmente diferente desse cantor. Um homem com modos bruscos, um corpo totalmente trabalhado e muitíssimo directo naquilo que quer e pensa. Um homem com um magnetismo animal que a prende desde o primeiro momento.

Enquanto Cait se encontra entre essa encruzilhada, a sua falecida aluna Sissy tenta descobrir o que verdadeiramente acontecera-lhe, enquanto a sua relação com o anjo Jim começa a tomar contornos que nenhum dos dois esperava. Contornos observados por todos aqueles com quem convivem, mas que não parecem nada evidentes para os intervenientes. Duas histórias que se acabam por cruzar e que poderão a decidir o futuro da humanidade.

Adorei! Tinha mesmo saudades de pegar nesta saga e depois de ter passado as férias a ler inúmeros livros da autora, fiquei a gostar ainda mais da sua escrita. Esta escritora sempre teve uma escrita que prende o leitor do início ao fim. Fácil de acompanhar, fluída e marcante, é uma escrita que grita J. R. Ward e que qualquer leitor que goste da autora irá adorar. Uma grande diferença entre esta saga e a da Adaga Negra é que o início desta teve muito menos romance. Algo que eu, como uma verdadeira romântica, tive imensa pena, pois esperava algo diferente da autora. Mas com o avançar da saga tenho compreendido que a autora está a começar a conjugar cada vez mais os dois, e isso é muitíssimo visível neste volume, em que o triângulo amoroso de Cait e os dois estranhos que conhecera no mesmo dia, são o grande plano de fundo para toda a ação.

Enquanto acompanhamos Cait, conhecendo as suas incertezas e inseguranças, ficamos também a saber mais sobre Jim e a sua relação com Sissy. Uma relação que acaba por o enfraquecer, especialmente quando Devina, agora ainda mais viciada em Jim, descobre a sua fraqueza pela sua antiga vítima. Também adorei a exploração que foi feita na própria personagem de Devina, uma personagem que começa a demonstrar cada vez mais fraquezas e até mesmo uma certa humanidade que não esperava.

Um livro que adorei e sem dúvida que se tornou num dos meus favoritos desta saga!

0 devaneios :