Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 21 de dezembro de 2014
Autora: Elizabeth May
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 384
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896575397

Sinopse:
Lady Aileana Kameron, a única filha do marquês de Douglas, estava destinada a uma vida cuidadosamente planeada em torno dos encontros sociais de Edimburgo - até ao dia em que uma fada assassina a sua mãe.
Está determinada a encontrar a fada que lhe matou a mãe e, pelo caminho, vai destruindo todas aquelas que se alimentam dos humanos nas muitas ruelas escuras da cidade.
O equilíbrio entre as exigências da alta sociedade e a sua guerra privada é, porém, delicado e, quando um exército de fadas ameaça destruir Edimburgo, ela tem de tomar algumas decisões. O que estará Aileana disposta a sacrificar?


Opinião:
Este foi um livro que comecei a ler por uma simples razão. Por pertencer ao género literário de fantasia young adult. É um livro que de imediato me apercebi ter romance, aventura e uma história negra como plano de fundo. Tudo isto escrito de forma fluída e mais indicado para adolescentes, o que foi o que acabou por me surpreender pela positiva.

Lady Aileana Kameron é uma donzela pertencente a uma das classes sociais mais elevada. Bonita e com posses, para além claro de ser filha de quem é, é constantemente perseguida por todos os homens existentes nos bailes horrorosos a que vai, que têm como o objectivo arranjar-lhe um marido do mesmo posto social. Era uma pessoa com um grande nível de liberdade e que vivia feliz naquele mundo que era tudo menos seguro, como mais tarde descobrira. Num dia que parecia ser igual a todos os outros, Aileana entra no quarto da sua mãe apenas para a encontrar morta e a ser atacada por um ser que nunca tinha visto antes.

Um ser que agora entra em todos os seus pesadelos. Para se proteger desses pesadelos que afinal são muito mais reais do que ela pensava, treina constantemente com Kiaran que a ensina que tem um poder que muitos agradeceriam ter e outros pesariam nele como a sua pior maldição. Caçando diariamente com Kiaran, Aileana começa a compreender que nem tudo é o que parece. Que aqueles em seu redor escondem mais segredos sobre o seu passado do que ela queria acreditar.

Fiquei sem saber o que pensar deste livro. Se gostei? Adorei. Adorei a descrição das personagens, das relações entre elas, do suposto triângulo amoroso e admito que só queria saber mais e mais sobre a vida de Kiaran. Kiaran é um dos seres mágicos mais poderosos de que há memória, mas por alguma razão juntou-se aos humanos na hora de lutar e de salvar vidas. Com um passado demasiado secreto e até mesmo obscuro, foi uma das personagens que mais gostei neste livro, sendo apenas ultrapassada por Derrick, um pequeno ser do tamanho de uma mão (se tanto), que acompanha constantemente Aileana e a tenta ajudar em tudo o que pode, embora queira sempre um pagamento em retorno, mel! Esta era uma personagem super engraçada, que apesar do seu pequeno tamanho fazia tudo para ajudar Aileana, sabendo também mais sobre o seu passado do que a própria.

O grande problema, que me deixou sem saber bem o que pensar do livro? É que apesar de ter gostado muito dele não consegui deixar de o comparar com a série "Fever". A personagem principal e as suas razões para lutar, o rapaz giríssimo mas muito misterioso, os seres poderosos com quem apenas ela pode lutar, entre outros fatores. Sim, foi um livro que adorei e sem dúvida uma série que quero acompanhar para descobrir mais sobre as personagens, mas encontrei inúmeras semelhanças à série "Fever", sendo a grande diferença este livro ser para um público mais jovem.

Apostem nesta série e irão ver que gostam. Apesar das semelhanças com "Fever" estou mais que disposta a dar à autora outra hipótese, pois foi um livro cuja leitura desfrutei na íntegra. Aconselho!

0 devaneios :