Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 4 de maio de 2015
Autora: Janet Evanovich
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 312
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898626028

Sinopse:
Em New Jersey, os cadáveres surgem em catadupa. Ninguém sabe quem é o assassino em série nem o motivo por que anda a matar, mas o nome de Stephanie Plum, a caçadora de recompensas, está na lista do homicida.
Stephanie corre contra o tempo para descobrir o que se passa, mas tem ainda de enfrentar outras complicações na sua vida. A sua família e amigos insistem que chegou o momento de escolher entre o seu eterno namorado, o detetive Joe Morelli, e o rebelde mas sedutor Ranger, dono de uma empresa de segurança. E a sua mãe está apostada em juntá-la com Dave, uma ex-estrela do futebol americano. Com um assassino implacável no seu encalço, um punhado de homens sedutores e fogosos atrás de si, e assombrada por uma lista de faltosos a tribunal que incluem um urso bailarino e um vampiro de idade já avançada, a vida de Stephanie parece prestes a entrar em brasa.
Perseguição Escaldante é um policial divertido e autêntico, que vai arrancar muitas e muitas gargalhadas.


Opinião:
Já tinha lido livros desta autora e apesar de não serem o meu género favorito, já que tinha o livro em casa pensei "porque não!?". A verdade é que estes livros são demasiado no gozo para o meu gosto e daí não serem dos meus favoritos. A autora tem uma escrita muito própria, um sentido de humor apurado que acaba por não fazer totalmente o meu género. Apesar disso, decidi pegar neste livro.

Stepanhie Plum é uma conhecida caçadora de recompensas. Com um grande currículo de sucessos, não podia atravessar todos os problemas sem o namorado, Joe Morelli, Rager o seu outro enamorado e Lula, a sua grande ajudante, uma pessoa muito sensível quando ao seu peso e que não está para ouvir a palavra gorda quando esta lhe é dirigida. Repentinamente começam a aparecer cadáveres em New Jersey a partir do nada. Cadáveres que têm todos mensagens parecidas entre si, toda ameaças de morte a Stephanie.

Este é um livro que a história, ao logo da narrativa, começa a escapar um pouco ao espectador, acabando por se centrar apenas na parte de comédia. Assistimos a cenas hilariantes, em que Stephanie costuma ser a personagem central, mas são cenas que não me conseguem prender. Eu sei ouvir e gosto de humor irónico, mas existem certas coisas que apesar de me fazerem rir, não fazem de forma alguma o meu género. Sei que poderá parecer como que uma justificação pobre, mas o que me aconteceu com este livro foi isso. Foi um tipo de "comédia" que não me prendeu. Que seria fantástico durante um pouco da narrativa, não durante toda a narrativa, que foi este caso.

Não sei se tal se deveu a ter começado a ler esta saga pelo 17º livro, mas a verdade é que para mim faltou algo, faltou realismo, um fundo de verdade em toda a história. É uma história bem escrita, mas não me encantou e não me prendeu por aí além. 

2 devaneios :

Carla disse...

Olá,
Tenho alguns livros desta escritora cá na estante e quero muito ler, agora estou na maratona Guerra dos Tronos, vai ser um pouco mais difícil.
Tinha a ideia que eram policiais mais sérios só com uma pitadinha de humor, mas vamos lá ver o que depois eu acho.
Boas leituras.

Vanessa Montês disse...

Eu achei que é mais o contrário. Muito humor e uma pitada de policial. :)