Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 9 de junho de 2015
Autora: Catherine McKenzie
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 320
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898491817

Sinopse:
Anne Blythe tem razões para sorrir: acaba de receber uma aliciante proposta para publicar o seu primeiro livro. Mas no que toca a relações amorosas, a situação é muito pouco animadora. Após mais um relacionamento falhado, Anne encontra na rua um cartão de uma empresa que ela julga ser de promoção de encontros românticos. Interpretando-o como um sinal, acaba por guardá-lo.
Farta de ver as pessoas à sua volta felizes no amor, Anne decide, num impulso, experimentar a empresa que a poderá ajudar a encontrar, finalmente, o homem da sua vida. Mas esta empresa não é bem o que parecia.
Trata-se afinal de um sofisticado — e caro — serviço que proporciona aos seus clientes um casamento arranjado, com tudo incluído. Anne começa por rejeitar a ideia, mas quanto mais pensa no assunto mais entusiasmada fica. Se os casamentos arranjados resultam para milhões de mulheres em todo o mundo, porque não haveria de resultar com ela? Além disso, o serviço afirma que só fracassou em 5 por cento dos casos.
Meses depois, Anne encontra-se num resort mexicano pronta para casar com Jack, o seu «par perfeito». E tudo parece correr bem. Mas será possível encomendar o amor verdadeiro?


Opinião:
Esta capa está tão fofa! É um daqueles livros que, só de olhar para a capa, penso de imediato estar perante uma história leve, divertida e muito fofa. Foi essa a razão para começar a ler este livro. precisar de uma comédia com que passar o tempo, sem ter que pensar em demasia no que estava a ler.

Anne tem a vida totalmente de pernas para o ar. Mais uma vez a sua relação termina, e desta vez estava a ser traída! O seu namorado de longa data não resistia a andar a passear com outras atrás das suas costas e essa revelação e descoberta fizera-a acreditar de vez que o amor não era para si. Afinal, sempre que tentava agarrá-lo, ele fugia-lhe entre os dedos. Mas desta vez o mundo estava determinado a enviar-lhe um sinal, em forma que um cartão de uma empresa de encontros. Pelos menos é o que Anne pensa inicialmente.

Quando vai a esta agência, informam-a que afinal não tinha entrado numa agência de encontros, mas sim numa agência de casamentos combinados. Farta de não ter um único relacionamento que acabasse bem, Anne acaba por aceitar o contrato e, apesar de pagar quantias que não cabiam na cabeça de ninguém, decide arriscar, conhecendo Jack, o seu suposto "par perfeito". Um homem que, contra todas as suas expetativas a encanta. Criam ambos um laço muito profundo, algo apenas abalado pelas mentiras em que a relação se havia construído.

Tal como esperava, este foi um livro leve e divertido. Um livro que se lê como uma brisa de ar fresco e que dava para esquecer os inúmeros artigos que tenho andado a ler e os pesados livros de estudo que me têm acompanhado. Apesar de inicialmente não me ter prendido totalmente, com o andar da história comecei a ler sem parar, a querer saber o que iria correr mal (tem que correr sempre algo mal neste tipo de narrativa) e como resolveriam tudo. Anne é a nossa narradora e é ela que torna o tom da narrativa leve e descontraído. Acaba por incluir uma certa ironia na narrativa e, sendo ela a narradora, acabamos por conhecê-la como ninguém, sabendo quais os seus pensamentos, medos e alegrias. Já Jack não conhecemos assim tão bem. Sabemos o que ele nos conta sobre si, mas nada mais, apesar de ser uma daquelas personagens com quem entramos em sintonia quase de imediato.

Um livro que deu para passar uns bons momentos e me fez esquecer totalmente o trabalho que tive ao longo do dia. Recomendo!

0 devaneios :