Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 15 de novembro de 2015
Autora: Sveva Casati Modignani
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 384
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04775-5

Sinopse:
Longas filas de videiras estendem-se pelas colinas suaves de Borgofranco. Há dois séculos que a família Brugliani é proprietária daquele antigo burgo e das vinhas, tratadas com paciência para delas extrair vinhos preciosos e únicos. Aos 35 anos, Angelica é a herdeira da tradição e do património familiar. Mãe, esposa, empresária de sucesso: tudo parece perfeito na sua vida. Só ela sabe que por detrás daquela fachada se esconde um mundo sombrio, feito de mentiras - as do marido - e de sonhos pueris.
Numa noite, em que conduzia a sua moto e sentindo-se dominada pela amargura e pelas lágrimas, Angelica não se apercebe de que o carro à sua frente está a travar. O choque é violento, mas felizmente sem consequências graves, quer para ela, quer para o condutor do automóvel, Tancredi D'Azaro. Angelica não sabe ainda que aquele homem é um dos chefs mais aclamados em todo o mundo. E ambos ignoram que, depois daquele encontro fugaz, o destino voltará a entrelaçar os seus caminhos, suscitando a tentação de um novo começo. É então tempo de fazer escolhas, tendo em conta o peso do passado e as responsabilidades do presente - porque a vida é feita de sonhos e paixões.
A Vinha do Anjo conta-nos a história envolvente de uma família e de uma tradição milenar, o retrato de uma protagonista fascinante no qual se revêem muitas das mulheres empreendedoras e corajosas que anonimamente constroem as nossas sociedades.


Opinião:
Este foi um livro que me chegou às mãos ainda antes de sair nas livrarias, uma versão especial para bloguers, pela qual quero desde já agradecer imenso à Porto Editora. As capas das duas versões (a dos bloguers e a oficial) são lindíssimas, mas gosto muitíssimo mais da capa oficial. As cores são fantásticas e combinam muito bem. Uma capa lindíssima para ter na prateleira e para poder mostrar, sem dúvida. A juntar a isso, tendo eu começado a trabalhar na área da qualidade de vinhos, este foi sem dúvida um livro que me despertou a atenção.

Angelica tinha-se afastado do negócio da família há diversos anos. Queria viver longe de toda aquela loucura, daquele mundo que a afastava de tudo e todos, e conseguira. Era uma mulher casada, com uma filha e um marido e adorava-os mais do que tudo. Um marido que descobre que a anda a trair mesmo debaixo do seu nariz. Uma descoberta que lhe vira o mundo de pernas para o ar. Decidida a arejar a cabeça e pôr as ideias em ordem, volta para casa, para a vinha da família, um sítio onde é adorada, amada e onde o seu conhecimento sobre vinhos acaba por ser uma mais valia. Mas mal regressa a casa tem de imediato um acidente, ido contra a mota de uma homem muitíssimo charmoso, que descobre que vai em direção à sua casa de família.

Este foi um livro que me surpreendeu imenso, não pelas personagens em si mas sim pela história. Estava à espera de algo com um final mais comum, mais previsível e admito que o que aconteceu no decorrer da história foi algo muito diferente do que esperava que acontecesse. O livro centra-se imenso em Angelica, no seu passado, presente e futuro e em como as suas ações são influenciadas pelos que acontecera com o marido. Mas este acaba, de certa forma, por ser um livro de auto descoberta. Um livro que acompanha a viagem de Angelica à medida que esta descobre um novo mundo cheio de aventura, um mundo onde adora o que faz e em que percebe o que perdera, mas também o que ganhara. Um livro que fala das escolhas que fazemos e em como estas nos influenciam.

A autora tem uma escrita muito própria. Este não foi o primeiro livro que li de Sveva Modignani, por isso apercebi-me mais rapidamente da sua forma própria de narrar a história. A sua escrita tem algo de muito próprio e identificativo e é uma daquelas autoras que mesmo sem sabermos de antemão que a história é escrita por ela, após a leitura, rapidamente temos essa suspeita.

Um livro cheio de aromas, de autodescoberta e amor. Um livro que irá apaixonar aqueles que adoram a autora e que será uma estreia muito boa para aqueles que nunca lerem nenhum dos seus trabalhos.

0 devaneios :