Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 20 de julho de 2016
Autora: Jennifer Ashley
ISBN: 9789898839022
Edição ou reimpressão: 2016
Editor: TopSeller
Páginas: 352

Sinopse:
A maioria das mulheres prestaria atenção aos avisos.
Beth decidiu ignorá-los…
Por toda a sociedade londrina correm rumores de que Lorde Ian Mackenzie é louco, que terá passado a sua juventude num asilo, e que não é de confiança, especialmente com senhoras.
Beth é uma jovem viúva, herdeira de uma fortuna, que está outra vez noiva e que deseja voltar a ser tão feliz quanto foi com o primeiro marido. Quando é apresentada a Lorde Ian Mackenzie, este apaixona-se imediatamente e não tem dúvidas de que a quer para si. Procura, então, convencê-la a deixar o noivo e a casar-se consigo.
Beth acaba por se deixar seduzir e decide fazer tudo para ajudar Lorde Ian a superar o sofrimento que carrega, devido a um passado tormentoso.
A partir de então, só uma coisa faz sentido na vida de Beth… a loucura de Lorde Ian Mackenzie.


Opinião:
O título chamou-me de imediato a atenção. Desconfio seriamente que qualquer pessoas conseguisse resistir a uma titulo que tem a junção das palavras lorde, loucura e um nome escocês!! Isso a juntar â capa faz qualquer pessoa salivar por este livro! Infelizmente não me puxou e custou-me terminar, algo que com os livros de romance histórico desta editora não costuma acontecer.

Beth teve sorte na vida. Crescera no meio do nada, praticamente sem meio de subsistência e a ter que cuidar da mãe alcoólica. Quisera a sorte fazê-la ficar sob o olhar do vigário da zona, um homem com quem vivera uma excelente vida, mas que infelizmente morrera. Tendo aprendido muito com o marido, Beth consegue arranjar um emprego a cuidar de uma senhora idosa da alta nobreza, que a adora e trata não como empregada, mas sim como filha. E é quando essa senhora falece que Beth se torna uma senhora viúva bem rica!!

Quando vai casar de novo, e vai conhecer o noivo melhor, depara-se com Lorde Ian Mackenzie. Um lorde escocês de pouca fala e com uma reputação que o persegue. Ian é misterioso e a sua vida é envolta em mistério e ao conhecê-lo Beth fica sem saber como agir. Ian pouco fala e age, mas o seu olhar e as poucas ações que tem dizem tudo o que é preciso, incluindo o quanto quer Beth para si.

Muito sinceramente... Foi um livro que não me puxou. Os personagens principais fazem um casal muitíssimo estranho e por mais que eu quisesse ver amor e borboletas, a realidade é que via distância e estranheza. Uma estranheza que Beth compreendia mas que não passou, pelo menos na minha opinião, o seu sentimento para o leitor.

Ao ler a narrativa comecei a desconfiar que Ian tinha autismo, e depois de ler algumas críticas confirmei que tal era verdade e que Ian tinha Síndrome de Asperger, algo que na altura era tratado como loucura. Ian podia ser calado e esquisito. Uma simples mudança na sua rotina transtornava-o e os números eram os seus melhores amigos. Além disso conseguia decorar qualquer livro num abrir e fechar de olhos, algo que fascinava Beth mas que em pequeno muito prejudicou Ian, que acabou por ser internado e sujeito aos piores tipos de "cura".

A autora pegou num tema já por si complicado de explorar e utilizou-o numa época em que a doença era considerada uma loucura. Apesar de ser um livro que encantou muitos de acordo com as críticas que li, a mim não me disse muito e tive que me esforçar para o terminar.

0 devaneios :