Quem sou eu?

A minha foto

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Um Dia em Dezembro" de Josie Silver

Passatempo

Passatempo
Resultado!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 5 de novembro de 2018
Autora: Alex Dahl
ISBN: 9789897771248
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: Editorial Planeta
Páginas: 336

Sinopse:
Cecilia Wilborg tem a vida perfeita: um marido atraente, duas bonitas filhas e uma grande casa em Sandefjord, uma cidade que parece tirada de um bilhete-postal. Ela esforça-se para manter tudo como está, pois um erro do passado pode destruir-lhe o presente.
Annika Lucasson vive uma vida sombria com o namorado abusivo e traficante de drogas. Já perdeu tudo muitas vezes e agora tem uma última oportunidade de se salvar, graças a Cecilia. Mas, Annika conhece o seu segredo e o que Cecilia está disposta a fazer para que tudo acabe.
Então aparece Tobias, um rapaz de oito anos, sozinho e sem amigos. Mas que ameaça fazer desmoronar o mundo de Cecilia.
O quer ele de Cecília?


Opinião:
A capa deste livro é fantástica, das melhores que vi nos últimos tempos e essa foi uma das razões para este ser um livro prioritário na minha pilha de livros. Isso a juntar à sinopse que prometia um thriller interessante, um género de que sou capaz vez mais fã.

Cecilia tem a vida perfeita. Duas filhas modelo, um marido bem sucedido, bonito e simpático, uma casa de sonho, como pouca gente tem e mora num dos melhores bairro dos arredores. Um bairro que liga imenso ao aspeto, ao estatuto social e à importância da pessoa no seu trabalho. Mas em todos esses aspetos Cecilia encontra-se no topo da lista e sabia que tinha lutado imenso para conseguir ter todos esses aspectos de topo. Tornara-se alguém diferente para os conseguir, para ser alguém mais adorado e importante na sociedade.

Mas tudo muda quando lhe entregam uma criança e lhe pedem para a levar a casa. Um rapaz muitíssimo calado chamado Tobias. Calado, bonito e interessante. Um rapaz que parece sempre triste mas ao mesmo tempo com um ar angelical, que parece ter receio de tudo o que o rodeia e que aparenta ter muito cuidado com o que acontece em seu redor. As coisas complicam quando a vinda desse rapaz faz com que apareça uma mulher assassinada à pacata cidade, trazendo ao de cima imensos segredos da vida de Cecilia, o que ameaça destruir tudo aquilo que lutara para conquistar...

Um livro que se estranha e depois de entranha. E acreditem que a parte do entranhar acontece rapidamente. Este livro lê-se muito rapidamente e prende de imediato o leitor, especialmente Tobias, uma personagem tão misteriosa que só queremos saber de onde veio, qual o motivo para o terem encontrado sozinho nas piscinas sem ninguém que o pudesse ir buscar, porque é que é um rapaz tão calado que aparenta ter uma sabedoria e ter vivido mais do que muitos adultos?

Acompanhamos Cecilia e vemos as diversas camadas que esta tem em cima da personagem que apresenta a todos os vizinhos e amigos da cidade onde mora. A camada de mulher ponderada e que sabe o que quer até a camada de dúvida e medo que o seu passado venha ao de cima, um passado que não parece pertencer à máscara que Cecilia usa e apresenta a todos os que a conhecem, inclusive ao seu marido.

As personagens que acompanhamos mais são Cecilia e Tobias, mas Annika Lucasson, uma mulher que já andou nas rodas da prostituição e uma drogada assumida, é o grande fio condutor de toda a narrativa e os diários que esta escreveu foi uma das partes da narrativa que mais gostei, pois desvendavam aos poucos o que realmente estava a acontecer e juntava todas as pontas que pareciam perdidas nesta narrativa.

Foi uma narrativa que me surpreendeu, é uma história que nos permite enquanto leitores perceber quem é o assassino, e qual é o mistério do livro, mas apesar de tal ser algo simples de se entender, a escrita é excelente e prende-nos do início ao fim. Acaba por ser uma escrita envolvente, e um livro que não larguei enquanto não terminei. Recomendo sem reservas!

0 devaneios :