Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011
Autora: Liz Tuccillo
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 384
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722344814
Colecção: Champanhe e Morangos

Sinopse:
Liz Tuccillo é co-autora, a par de Greg Behrendt, do bestseller Ele Não Está Assim Tão Interessado, que pela sua enorme popularidade, foi já adaptado ao cinema. Agora a solo, apresenta um romance onde cinco trintonas revelam pormenorizadamente os motivos que as levam a manter-se solteiras. Economicamente independentes, apenas procuram um companheiro que as ame física e espiritualmente. E, enquanto não encontram o homem certo, vão-se divertindo com os homens errados…


Opinião:
"Um livro da autoria da argumentista da série "O Sexo e a Cidade"", foi isto que eu pensei mal agarrei este livrinho.

Georgia era casada. Mãe de duas crianças, vivia feliz até o marido a abandonar por uma brasileireca qualquer mais nova e sexual. Alice é inteligente. Sendo uma ex-advogada, abandonou este seu trabalho para poder sair e encontrar-se com homens mais vezes. Sim, não estou a gozar, abandonou tudo com este propósito! Depois temos Serena. Vegan, pacifista e crente na vida para além da morte é uma mulher que a falta de sexo não incomoda nada, estando sem este há quase quatro anos. Ruby é a morena sexual. Linda de morrer, com uma voz calma e melodiosa procura o verdadeiro amor, mas a sorte não lhe anda a bater à porta. O que liga estas mulheres? Julie, uma agente publicitária de uma editora que está solteira há seis anos e que de repente decide escrever um livro sobre as mulheres solteiras de todo o mundo. O que elas têm em comum? Solteiras, estão fartas de homens, mas ao mesmo tempo querem um perfeito só para elas, o problema é que parece que tal ser não existe!

E é assim que esta história de desenrola. Julie viaja por imensas partes do mundo, deste o Brasil à Índia, passando por França e muitos outros países. Através das suas viagens observa imensas culturas diferentes,  o que estas acham que é o casamento, como lidam com as desilusões, a famosa questão do "depois do encontro quem liga primeiro", entre muitas outras coisas. Estas partes são muitíssimo interessantes, a maneira de pensar das diferentes culturas varia de uma forma expectacular, havendo para quase cada cultura uma definição diferente de "amor", embora no fundo o princípio para este seja sempre o mesmo, amar-se a si própria, ser feliz com a pessoa que se escolhe e fazer a relação crescer a partir daí. Mas será que Julie irá encontrar o ingrediente mais importante... o seu amor próprio?

A escrita da autora faz-me lembrar imenso a estrutura da série "Sexo e a Cidade", o títulos dos capítulos, uma das mulheres do grupo a contar a história, o facto de um grupo de mulheres tão diferentes ser tão unido e estarem sempre prontas para se ajudarem umas às outras, o "problema" de se ser solteira. Mas desenganem-se se pensam que esta é uma copia da série, porque não é! Simplesmente tem os mesmos produtos que a tornaram uma série de grande sucesso, tornando assim este livro também pronto para ser um grande sucesso!

Adorei o livro, chega a uma altura que não conseguimos largá-lo, sofremos com os problemas destas mulheres, admiramo-nos com as diferenças culturais, e chegamos a uma conclusão verdadeira e muito perspicaz. Sem dúvida que irei ficar atenta aos próximos livros desta autora, porque ADOREI este!!

1 devaneios :

Maria do Rosário Palma disse...

Tenho o livro e adorei. Chega a ser viciante, ao ponto de nos esquecermos que temos comida a fazer no fogão, mesmo em lume brando, já uma vez se pegou ao fundo tacho :) valeu-me o olfacto e não estar no pico das minhas crises de sinusite que perco, por completo o olfacto :) Amei este livro da presença.