Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 9 de junho de 2011
Autora: Cristina Lopez Barrio
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 396
Editor: Noites Brancas
ISBN: 9789899711617

Sinopse:
Clara Laguna é uma bela jovem de olhos dourados,cuja vida está marcada pelo destino.Quando se apaixona por um caçador,a sua mãe avisa-a da maldição que impera sobre as mulheres Laguna:estão condenadas a sofrer por amor e a conceber mulheres que padecerão do mesmo mal. Depois de Clara engravidar,o caçador abandona-a e esta decide,por vingança, abrir um bordel na casa que ele lhe oferecera.É nesta mansão que a jovem dará à luz a sua filha Manuela. Num registo literário marcado pelo ambiente de realismo mágico que só os grandes escritores conseguem, vamos acompanhando a saga desta família. Uma história mágica e apaixonante que desperta os sentidos. Na tradição de Isabel Allende e Gárcia Marquez, o melhor do realismo mágico num livro que não deixará ninguém indiferente.Uma história mágica e fascinante repleta de amor,ódio,vingança e tragédia,na linha das sagas familiares da literatura.


Opinião:
Estranho mas mágico... É uma das frases que me aparece em mente ao falar deste livro. Não sabia bem o que esperar deste livro. Nunca tinha ouvido falar nele nem na autora antes do lançamento deste e das críticas que li nenhuma era suficientemente elaborada para poder logo criar uma expectativa (tanto baixa como alta). Foi assim que me aventurei por este livro sem expectativa alguma e apenas com uma grande curiosidade.

Clara é filha da bruxa da terra... Belíssima e objecto de desejo de inúmeros homens, Clara tinha uns belos olhos dourados e um corpo de morrer. Independente e lutadora, acaba por se apaixonar por um homem que por acaso tinha ido caçar para os lados onde ela morava (um excelente sítio para tal), um homem rico, com muitos títulos e terras. Mas não se devia ter apaixonado... Acontece que a família de Clara (a família Laguna), é conhecida por ser amaldiçoada, estando todas as mulheres dessa família condenadas a apaixonarem-se e a acabar por viver com o coração destroçado, dando sempre à luz filhas que iriam continuar a ter essa maldição.

A sofrer de amores, Clara decide vingar-se do caçador e quando este a abandona, deixando-a com uma enorme mansão para ela lá viver, Clara acaba por transformar essa mansão num bordel. E aí cresce a sua filha, Manuela, na cozinha com a cozinheira, uma verdadeira selvagem. Sendo a única das Lagunas feias, a filha de Clara sofre imenso e acaba por também engravidar, ganhando um novo objectivo de vida, limpar o nome Laguna...

Não tinha expectativas para o livro, mas gostei muito do que li... Sim, não é um livro que eu recomendo a todos, especialmente devido a ser tão estranho e a maneira da própria escrever da autora é muito artística, fazendo lembrar um quadro... transmite muitas cores, sentimentos, paisagens... As personagens são todas fortes à sua maneira, com emoções muitíssimo fortes e que vivem o momento como se fosse o último. Sofremos com elas e amamos com elas. Manuela, embora fosse uma das personagens mais más de todo o livro, foi a que me chamou mais a atenção a que me capturou mais, a que me deu mais vontade de continuar a ler. Uma personagem cujo crescimento e morte acompanhamos e que é a mais aprofundada de todas, sendo ela a levar os acontecimentos pelo caminho que o livro leva.

Um livro que me deixou sem uma opinião "finita"... Por um lado adorei o livro, por outro achei a acção muito rápida... embora ache que se fosse mais lenta tornava-se chata... No geral acho que reinou o gostar, embora o ache estranho.

Experimentem lê-lo, pois apenas assim poderão ter um opinião correcta e própria do livro.

0 devaneios :