Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 10 de novembro de 2011
Autor: Joyce Carol Oates
P.V.P.: 19,90 €
Nº de Páginas: 560
Editora: Sextante Editora

Joyce Carol Oates no seu melhor
A filha do coveiro é a obra-prima da escritora americana

Chega no dia 17 de novembro às livrarias, pela Sextante Editora, A filha do coveiro, um romance de Joyce Carol Oates.
Joyce Carol Oates é uma das mais importantes escritoras americanas da atualidade e é frequente ver o seu nome nas listas de apostas dos mais conhecidos prémios literários, tendo sido considerada, nos últimos anos, uma forte candidata ao Prémio Nobel da Literatura.
A filha do coveiro dá-nos a conhecer a incrível Rebecca, uma rapariga que, com a família, foge da Alemanha nazi para os Estados Unidos da América e lá percorre uma odisseia para descobrir um país e, principalmente, a sua verdadeira identidade.


Sobre a obra:
Em 1936, os Schwart, família imigrada, escapam da Alemanha nazi e instalam-se numa pequena cidade do estado de Nova Iorque. O pai, antigo professor de liceu, vê-se obrigado a aceitar o único trabalho disponível: coveiro e guarda de um cemitério. Os prejuízos e a fragilidade emocional da família conduzirão a uma terrível tragédia, e Rebecca, a filha do coveiro, começa então a sua surpreendente peregrinação pela América, uma odisseia arriscada repleta de erotismo e audácia, inventividade e engenho; no final, um triunfo agridoce, muito «americano».
Uma obra-prima simultaneamente emocionante e intelectualmente provocadora.


Sobre autor: Joyce Carol Oates nasceu em 1938 nos Estados Unidos. Publicou o seu primeiro romance em 1963 e ganhou o National Book Award em 1970 com o romance Eles. É professora na Universidade de Princeton e já publicou uma obra vasta com cerca de trinta romances, mas também ensaios, contos, peças de teatro, poesia. A sua obra é traduzida em várias línguas e elogiada pela crítica internacional.
Joyce Carol Oates é, desde 1978, membro da Academia Americana de Artes e Letras.
A Sextante Editora publicou anteriormente o seu romance Rapariga negra, rapariga branca.


Imprensa:
Com A filha do coveiro, Joyce Carol Oates entrega-nos uma obra-prima, um testemunho verdadeiramente cativante da resistência do espírito humano. Michael Connelly

Este livro é uma ode comovente sobre as escolhas difíceis das pessoas para a sua vida, algumas das quais não deixam espaço para fugir. Vikram Johri, The Washington Times

A filha do coveiro é Joyce Carol Oates no seu melhor: uma visão e um poder fascinantes, intensos e únicos. Scott Turow

Com a sua determinação implacável e o seu triunfo ambivalente, Rebecca faz lembrar as heroínas de Wharton, Dreiser e James… com este estudo de carácter apaixonante, Oates recorda-nos o que James sabia e que muitos parecem ter esquecido: pode-se construir um grande romance americano em volta da consciência de uma mulher. Carlene Bauer, Elle

0 devaneios :