Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011
Autor: David Nicholls
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 400
Editor: Civilização Editora
ISBN: 9789722628648

Sinopse:
Brian Jackson, estudante universitário, chegou à faculdade com um desejo mais forte do que o da aquisição de conhecimentos: ser uma estrela do concurso mais famoso da TV. Mas o seu avanço no Desafio Universitário é de certo modo travado pela sua atração crescente pela sedutora Alice Harbinson, que luta para deixar a sua marca como atriz. E, à medida que os obstáculos impedem a sua relação, Brian fica cada vez mais convencido de que só um sucesso esmagador no concurso o fará conquistá-la.


Opinião:
Deste autor já li o livro "Um Dia" e foi um livro que eu gostei muito, embora não fosse um livro muito por aí além. Um livro bom para relaxar, que embora tenha uma história que até é interessante o seu ponto forte continua a ser a escrita simples e que nos consegue arrancar imensas gargalhadas. E foi com expectativas de um livro deste género que comecei a ler o livro "Uma Questão de Atração".

Brian Jackson é um rapaz que adora livros, um dos famosos nerds em todo o sentido da palavra. Desiludido com a sua vida sexual, tem como meta conseguir que esta melhore... aliás... que esta comece a existir! E parece que as coisas até vão funcionar bem para o seu lado. Entra na faculdade, conhece Alice, a comum rapariga popular e consegue através do "Desafio Universitário" passar imenso tempo com ela e tornam-se inseparáveis! Mas como não podia deixar de ser, a vida não é um mar de rosas e isso é algo que a nossa personagem descobre de imediato, pois quando tudo lhe parecia correr bem, apercebe-se que Alice por mais bonita, divertida e popular que seja, consegue também ser manipuladora, difícil e aproveitadora.

E esta é praticamente toda a premissa da nossa história. Uma história que é muitíssimo simples, mas cuja beleza se encontra na escrita do autor, na forma de como este consegue transmitir as inseguranças de Brian não só através dele, mas também através de Alice. Porque é que eu digo isto? Porque Alice mesmo no livro consegue fazer com que nós a adoremos! É uma personagem que nos prende, que nos consegue fazer adorá-la... Mas de repente algo acontece e só nos apetece chamar-lhe tudo o que nos vem à cabeça... e de uma forma inesperada ela consegue fazer outra boa ação que nos faz ficar com uma grande dúvida... afinal ela é boazinha? Ou será apenas uma grande manipuladora que faz tudo para conseguir o que quer? Conclusão que acabamos inevitavelmente por chegar.

Assim sentimos as inseguranças de Brian que o fazem deixar para trás o mais importante. Os amigos que sempre o ajudaram, os estudos por que sempre lutou. E é com um grande sentido de humor que o autor consegue criar um romance que embora não seja nada por aí além, nos dá uns bons momentos de gargalhadas.

0 devaneios :