Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012
Autora: Lara Adrian
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 344
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789898228703

Sinopse:
Impelido pela dor e pela raiva por causa de uma enorme traição, o guerreiro Rio dedicou a sua vida à guerra contra os Renegados. Não deixará nada interpor-se no seu caminho - muito menos uma mortal com poderes para expor toda a raça vampírica. Mas agora um mal antigo foi despertado e aproximam-se tempos sombrios…
Para a jornalista Dylan Alexander, o que começou como a descoberta de um túmulo secular oculto acabou por se converter numa espiral de violência e segredos. Porém, nada é mais perigoso que o homem marcado e letalmente sedutor que surge das sombras para a puxar para o seu mundo de desejos sombrios e noite eterna. Ali ela não consegue resistir ao toque de Rio, mesmo enquanto revela uma ligação surpreendente ao seu próprio passado. Dylan tem então de escolher: deixar o reino noturno de Rio, ou arriscar tudo pelo homem que lhe mostrou a verdadeira paixão e os prazeres infinitos do coração.


Opinião:
Embora eu saiba que muitos podem não ter a mesma opinião que eu, posso dizer que dos livros que li desta série, até agora este foi o melhor livro da saga e o que eu gostei mais até agora, por muita culpa das personagens.

Já conhecemos Rio desde o primeiro livro da saga, o livro onde a sua companheira de raça o traiu, colocando todos os guerreiros em perigo, acabando este incidente por quase matar Rio, desfigurando-o e quase levando-o a perder uma perna. Mas a maior dor para Rio não foi a física, mas sim a psicológica, pois após cometer o acto de traição, a sua companheira de raça suicidou-se, levando Rio à loucura.

Pensando em finalmente livrar-se de toda a dor que o consome, Rio arranja forma de se matar, mas a coisa corre mal quando uma jornalista o encontra e lhe tira fotografias para serem publicadas no jornal em que trabalha. Dylan é uma jornalista de uma jornalito sensacionalista que quer subir na vida e trabalhar em histórias reais e que toquem o público. Determinada e muito curiosa, é essa curiosidade que a leva de encontro a Rio, que por muito assustador que pareça, acaba por ter um encanto sobrenatural nela que ela quer negar com toda a força.

As personagens... sim, sem dúvida que este livro é especial pelas personagens, especialmente por Rio. Tendo já lido os livros anteriores, especialmente o primeiro, temos já um pequeno lanço formado com Rio, já conhecemos a sua história e a sua dor. Ao lermos de novo sobre ela o que nos vem imediatamente à memória é como no primeiro livro ele era dos guerreiros mais felizes, sorridentes, belo e verdadeiro. Uma natureza que mudou com a traição, levando-o a ganhar uma desconfiança sobrenatural por tudo e todos, essencialmente se nos referirmos a mulheres. Esta é a personagem que faz o livro ganhar mais poder, uma personagem sofrida e que encarna perfeitamente esse papel. Uma perosnagem que quando menos esperava recomeça a sentir o coração a bater com mais força, começa a ganhar confiança numa mulher e a ganhar vontade de viver ao pé dela, algo que ele nunca pensou que pudesse voltar-lhe a acontecer.

Para além de Rio temos também a personagem de Dylan, uma mulher determinada que está a ultrapassar uma crise familiar. A sua única família, a mãe, tem cancro. Sendo a mãe conhecida por ser uma mulher lutadora e que está sempre pronta a apoiar os seus, vê-la perder essas características em favor da doença amedrontam Dylan mais do que ela quer fazer ver. Dona de um estranho poder desde criança, Dylan vê os mortos, os seus espíritos. Mas não quaiquer mortos, apenas os do sexo feminino, algo que ela desde cedo teve que esconder, embora quando o começou a fazer já muitos estragos tinham sucedido na sua vida, desde a solidão pois todos a achavam estranha, à saída do pai da sua vida, pois não aguentava viver com o estranho poder da filha. Quando conhece Rio, Dylan descobre um novo lado da sua vida. Um lado que lhe permite explicar o porquê de estar sempre tão deslocada do mundo real, de nunca ter sentido que pertencia ali àquele lugar.

E é com estas personagens, a verdadeira essência deste romance, que este livro nos é apresentado, um livro romântico, carismático, em que como sempre a escrita fluída da autora nos consegue ligar aos personagens e sentir o que eles sentem.

Um livro que nos faz desesperar pelo próximo livro da saga!

2 devaneios :

Elphaba J. disse...

Será das minhas próximas leituras... Estou ansiosa pela história de Rio.

v_crazy_girl disse...

Eu adorei a história por causa dele ^^

É uma boa leitura (como a autora já nos habituou)