Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 4 de junho de 2013
Autora: Sandra Brown
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 398
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789898228246

Sinopse:
Cleary, uma pacata cidade da Carolina do Norte, foi abalada pelo desaparecimento de cinco mulheres em dois anos e meio. Não há corpos, pistas ou suspeitos, apenas uma misteriosa fita azul abandonada no local onde cada mulher foi vista pela última vez… 
Lilly Martin regressa a Cleary para concluir a venda da sua cabana de montanha e pôr um ponto final ao casamento com Dutch Burton, o chefe da polícia local. Depois de fechar as portas ao seu passado, não imaginava voltar atrás tão cedo. Mas, ao deixar a casa, sob um temporal, Lilly perde o controlo do carro e atropela um homem que emergia inesperadamente do bosque. Trata-se de Ben Tierney, que ela conhecera no Verão passado. Os dois são então forçados a regressar à cabana para esperarem pelo fim da terrível tempestade de neve.
Incontactáveis, com poucos víveres e quase sem aquecimento, Lilly e Ben vão aproximar-se um do outro, ao mesmo tempo que cresce a atracção e o desejo entre ambos. Mas, à medida que o isolamento se prolonga e os dois se envolvem, Lilly receia que a maior ameaça não seja o temporal, mas sim o homem ao seu lado... 
Quem será o misterioso Ben Tierney: o raptor ou o homem capaz de salvar Lilly da tragédia que a assombra? 
Calafrio é um romance intenso, no qual confiar na pessoa errada pode marcar a diferença entre a vida e a morte.


Opinião:
Este é uma autora muito conhecida cá em Portugal, mas este é apenas o seu segundo livro lido por mim. Após a ter conhecido e adorado a sua escrita, decidi aventurar-me e ver o que mais esta autora tinha para oferecer.

A cidade onde Cleary vive está submersa num clima de infelicidade, medo e desconfiança. Andam a desaparecer mulheres de uma forma demasiado organizada, tendo cinco desaparecido em menos de três anos, havendo apenas uma pista a ligar os crimes. Uma fita azul em cada um dos cinco diferentes locais onde essas mulheres tinham desaparecido. Em cima do caso temos Dutch, o chefe da polícia local. É ele que Cleary vai ver, a fim de pôr um ponto final em todo o casamento. Mas o azar acompanha-a, acabando esta por ficar presa a meio de um nevão, sozinha e sem saber bem como agir. Pelo menos no início, pois de repente encontra um homem, de seu nome Ben, que acaba por demonstrar que tem um alto instinto de sobrevivência e um hábito a ir contra situações de alto risco.

É desta forma que a narrativa vai decorrendo, enquanto Ben e Cleary se encontram sozinhos numa pequena casa de forma a salvaguardarem-se. Uma pequena casa onde acabam por se conhecer melhor, onde acabam por se envolver mais do que dois estranhos deveriam envolver-se. Mas quando existe um assassino de mulheres à solta, estar sozinha com um homem desconhecido não é propriamente o mais indicado para uma mulher, cujo paradeiro é conhecido apenas por ela própria, fazer.

Neste livro temos como que um jogo de sentimentos da parte de Cleary. Esta tanto sente que pode confiar naquele homem, que até é minimamente conhecido pelos seus programas loucos de aventuras radicais na televisão, como de repente algo ocorre que a leva a pensar que se encontra perante alguém que não pode confiar e que provavelmente a irá assassinar.

Para além de assistirmos aos sentimentos da própria Cleary, nós próprios experimentamos esse sentimento de confiança/desconfiança por Ben. Este tanto parece ser a pessoa mais prestável e segura do mundo, como de repente algo nos faz torcer o nariz e pensar "será que...?". Todo este livro roda em redor desta questão, se é ou não seguro confiar em Ben. E é esta frequente procura e mudanças de maré que nos fazem querer continuar a ler até descobrir quem realmente é o mau da fita.

Um bom livro da autora, embora admita que gostei mais do anterior, Ricochete.

0 devaneios :