Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 19 de agosto de 2013
Autora: Chris Cleave
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 272
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892313177

Sinopse:
Não queremos contar-lhe O QUE ACONTECE neste livro. Esta é uma HISTÓRIA MESMO ESPECIAL e não queremos desvendá-la.
Ainda assim, vai precisar de saber um pouco mais sobre ela para querer lê-la, por isso, vamos dizer apenas o seguinte:
Esta é a história de DUAS MULHERES. Os seus destinos vão cruzar-se UM DIA e uma delas terá de fazer UMA ESCOLHA terrível, o tipo de escolha que ninguém deseja enfrentar. Uma escolha que envolve vida ou morte. DOIS ANOS DEPOIS, elas encontram-se de novo. É então que a história começa verdadeiramente…
Depois de ler este livro, vai querer falar dele a TODOS OS SEUS AMIGOS. Quando o fizer, por favor, também não lhes diga o que acontece. Permita-lhes saborear a sua MAGIA.


Opinião:
Antes de começar este livro admito que estava muito curiosa sobre ele. Não pela capa que por alguma razão me transporta para um policial. Tenho a pequena sensação de ter lido um livro com uma capa deste género que era policial e foi por isso que fiquei um pouco pé atrás, pois não queria ler um policial daquele género.

A sinopse? Acho que a sinopse que nos é apresentada no livro é a melhor que existe! Porquê? Porque esta história não é assim tão profunda quando isso, prima isso sim pelas surpresas que nos são apresentadas em cada virar de página. Mas a verdadeira magia deste livro é no facto de as personagens serem muitíssimo reais. Elas não são totalmente boas, mas também não são totalmente más. Não conseguimos odiar nenhuma personagem por muito tempo. Por muito mal que elas façam é isso que as torna reais. São essas acções que nos parecem contestáveis que acabam por mostrar a sua vontade de viver.

Gostei muito da Abelhinha. Uma menina de 14 anos que já viu muito, sofreu outro tanto e todos os obstáculos que esta ultrapassou. Como uma menina tão pequena era tão adulta e como ela pensava com uma maturidade que eu acho que eu própria não possuo.

Este livro acabou por um lado por me deprimir, mas apesar de tudo deixou-me um sorriso nos lábios quando o terminei. Não sei, gostei imenso da escrita própria, da história pequena mas tocante...

Um livro que me surpreendeu.

0 devaneios :