Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Química do Amor" de Emily Foster

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014
Autora: P. C. Cast
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 304
Editor: Saída de Emergência
ISBN: 9789896376185

Sinopse:
Shannon Parker aceitou finalmente a sua vida no mítico mundo de Partholon. As suas responsabilidades divinas são muitas, mas ela ama o seu marido centauro, a sua ligação à deusa Eponina e os pequenos prazeres que a vida lhe dá. Já quase esqueceu a antiga vida na Terra - especialmente ao descobrir que está grávida. Mas uma súbita explosão de poder envia-a de volta para Oklahoma. Sem magia, Shannon não consegue regressar a Partholon - e procura desesperadamente ajuda. Os problemas começam quando essa ajuda surge na forma de um homem tão tentador quanto o seu marido. E só pioram quando descobre que o demónio Nuada também se encontra no seu mundo e ameaça a vida dos seus amigos e familiares. Shannon terá que descobrir uma forma de travar as forças maléficas que a impedem de regressar ao mundo que ama. Afinal ser divina por engano era bem mais fácil do que ser divina por escolha…


Opinião:
Ainda me lembro de que quando li o primeiro livro desta saga ia meio a medo, muito por culpa da grande negatividade nas críticas que tinha lido, negatividade essa que se devia à personagem principal, Shannon. Tudo devido à infantilidade da personagem que já tinha mais que 30 anos e que tinha atitudes de 20 anos. Mas apesar dessas atitudes, ao distraír-me da idade da personagem principal, consegui divertir-se com a leitura, com as atitudes irónicas da personagem e fiquei com imensa curiosidade para saber o que iria acontecer neste livro.

Shannon já decidiu que quer ficar para sempre em Partholon. Adora as pessoas de lá, adora a sua vida, adora o seu marido. A sua vida está a correr melhor do que alguma vez imaginara e tudo por causa de um suposto azar do destino. Além disso o que pensara ser uma doença qualquer que se apoderara dela acaba por ser um bebé! Uma nova contribuição para a sua felicidade. Mas se nada ocorresse não teríamos história certo? Por isso num dia como qualquer outro, em que Shannon descobre que consegue sentir as árvores, acaba por ser puxada de novo para o século XXI. E a primeira pessoa que Shannon vê é uma versão totalmente humana do seu marido, um homem de nome Clint. Um homem que mesmo no mundo normal tem poderes, conseguindo falar com as árvores sendo que estas lhe chamam xamã.

Clint fora eludido por Rhiannon, uma mulher igual a Shannon fisicamente, mas com uma personalidade muito mais mimada e fútil. Uma mulher que usa as outras pessoas e que continua a achar que é a escolhida da Deusa por direito. Uma mulher que acorda um mal que fora extinguido no último livro, sendo essa a razão para a Deusa não deixar Shannon regressar a casa, esta tem que primeiro destruir de novo o mal que assombra o século XXI.

Achei este livro muito diferente do anterior, mas com os mesmos ingredientes. Personagens que nos prendem, irónicas, divertidas e apaixonantes. Mistério, aventura e muitas revelações no respeitante a Rhiannon. Revelações essas que tenho que admitir me deixaram muito de pé atrás com a bondade da Deusa. Por um lado chego a compreender, é uma Deusa, não irá sacrificar tudo por uma pessoa apenas, por outro achei de extrema crueldade o que fora feito a Rhiannon, embora tal não fosse totalmente desculpa para a sua maneira de ser actualmente. Adorei conhecer Clint, embora tenha que confessar ter achado um pouco irritante a constante "alcunha querida" que este tinha para Shannon (miúda). Talvez não fosse tão irritante se não estivesse a ser constantemente repetida, mas como estava acabei por me fartar um pouco da alcunha.

Neste livro acabamos por ter que ter uma mente aberta relativamente aos domínios da Deusa e saber distinguir os "domínios" da Deusa das opções de Shannon, pois caso contrário iríamos condenar, e muito, certas decisões desta personagem ao longo deste livro. Decisões essas que acabei por compreender em parte, mas que continuei a achar erradas, mesmo falando em pessoas que são "espelhos" uma das outras. Também fiquei triste com algumas mortes neste livro, mas especialmente a última foi um mal necessário, pois caso contrário ficaria aberto um grande problema no livro, um problema muito difícil de eliminar.

Um livro de rápida leitura, com uma escrita irónica e leve que me prendeu do início a fim.

2 devaneios :

Helena Duque disse...

Parece-me uma excelente colecção mas ainda não tive oportunidade de aprofundar conhecimentos, uma vez que ando embrenhada com os romances eróticos da moda e com a minha querida saga da Guerra dos Tronos. No entanto, pelo que diz, é uma colecção que adoraria.

Beijinhos xx
www.helenaduque.com

v_crazy_girl disse...

Eu gosto muito desta coleção, mas é uma saga que muitas pessoas não gostam porque odeiam a personagem principal. É mesmo questão de experimentar e fazer figas :p