Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Casa Misteriosa" de Marzia Bisognin

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 27 de agosto de 2014
Autora: J. R. Ward
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 722
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724621425

Sinopse:
Os romances da Irmandade da Adaga Negra, de J. R. Ward, apresentaram aos leitores um mundo diferente, criativo, obscuro, violento e completamente incrível. Enquanto os guerreiros vampiros defendem a raça dos seus assassinos, a lealdade de um macho para com a Irmandade será posta à prova - e a sua perigosa natureza será revelada.
John Matthew percorreu um longo caminho desde que o encontraram a viver com os humanos, desconhecendo, por completo, a sua natureza vampírica. Quando foi resgatado pela Irmandade, ninguém podia imaginar qual era a sua história ou a sua verdadeira identidade. Na realidade, Darius, o Irmão caído, retornou, mas com um rosto diferente e um destino completamente marcado. Quando uma violenta vingança pessoal arrasta John até ao coração da guerra, ele terá de contar não só consigo próprio mas também com quem ele foi antes. Só assim poderá enfrentar e erradicar o mal encarnado.
Xhex, uma assassina symphath, há muito que lutava contra a atração que sentia por John Matthew. Já tendo perdido um amante para a loucura, ela não permitirá que nenhum outro homem que ame fique preso na escuridão da sua vida perversa. Contudo, ambos descobrem que o amor, tal como o destino, é inevitável para as almas gémeas.


Opinião:
Sim, agora que recomecei esta coleção não me estou a ver a parar enquanto não acabar todos os ebook que tenho dela no ereader. Pena que só tenha 4 comigo, mas quando chegar a casa algo me diz que continuarei a ler os títulos que me faltam. Mal acabei o outro volume da saga da Adaga Negra sabia que tinha que ler mais da coleção. Só que decidi não ler tudo de seguida, não me fosse fartar do que estava a ler. E devo dizer que achei este livro bem melhor do que o anterior. Quem diria que o livro onde a rapariga é mais maria rapaz seria um dos mais românticos?

Xhex é uma sympath com um passado negro e uma história de família que nem ela conhece. Tendo sido criada, em pequena, por humanos que a adoravam do fundo do coração apesar da sua natureza, Xhex sabia que não pertencia ali e, para manter o seu pior lado escondido, decidira fugir, o que lhe mudara de imediato a vida. Xhex tornara-se então numa guerreira, numa guerreira que utilizava o seu talento natural para sobreviver, tendo um emprego de segurança num dos bares mais perigosos e fazendo uns biscaites como assassina. Quando decide ajudar a Irmandade acaba por ser capturada pelo líder do grupo que estavam a tentar exterminar. Um grupo que fazia a vida negra aos Irmãos e que agora fazia a vida negra a Xhex. Prendendo-a, serve-se de Xhex para as suas loucuras sexuais, pois adora como esta lhe dá luta, mordendo-o e fazendo-o sangrar.

John sempre tivera um fraquinho por Xhex. Havia algo naquela fêmea que sempre o pusera louco. Desde a sua forma decidida de viver, ao corpo que apesar de musculado era sem dúvida alguma feminino, Xhex ocupava as fantasia de John há demasiado tempo. Quando esta é capturada, John sente que perdera uma parte de si mesmo e decide que a irá procurar e encontrar a todo o custo. Apesar da esperança de a conseguir encontrar seja muito ténue, John não a quer abandonar até ter toda a certeza que esta está morta e que nada poderá fazer para a ajudar.

Sim, gostei muito mais deste livro do que o anterior. No livro anterior o foco era maioritariamente a "política". Como os tempos neste mundo cheio de seres sobrenaturais estava a mudar e o que estava a acontecer para essa mudança ser acompanhada. Já neste livro o principal foco não é esse, mas sim o romance. E eu adoro a parte de romance nestes livros. Este é um livro que juntava o passado, o presente e o futuro de uma forma deveras intrigante, sendo que entre as ações que estavam a acontecer temos vislumbres de uma história que inicialmente parece não estar relacionada com a narrativa presente, mas que no final compreendemos perfeitamente as implicações desta no presente. Como o que acontecera no passado mudara de forma inalterável o presente e todos os que nele vivem.

Eu já tinha gostado da personalidade de Xhex no livro anterior e neste esse sentimento aumentou e bem. Embora esta esteja presa durante metade da narrativa, é pelas suas ações, mesmo quando está a sofrer, que a conhecemos e compreendemos como a sua vontade de viver é superior a tudo e todos. Como apesar de ser um espírito livre adora John e como estes sentimentos a confundem, pois nunca havia gostado de ninguém como gosta desse vampiro.

Achei que a personalidade de John acaba por estar um pouco oculta pela de Xhex neste livro. Ou então sou eu que gostei tanto de Xhex que liguei menos importância a John. Apesar disso devo dizer que adorei o pormenor de John ser mudo. Pode parecer um pormenor sem importância, mas é isso mesmo, um pormenor. Um pormenor que muda imensamente a personalidade desta personagem, a sua maneira de pensar e agir, apesar de continuar a ser igual a todos os seus irmãos.

Um livro que gostei muito mais do que o anterior e que me aumentou a vontade de ler outro livro desta saga.

0 devaneios :