Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 6 de setembro de 2014
Autor: James Dashner
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 368
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722350815

Sinopse:
Atravessar o Labirinto devia ter sido o fim. Acabar-se-iam os enigmas, as variáveis e a fuga desesperada. Thomas tinha a certeza de que, se conseguissem fugir, ele e os Clareirenses teriam as suas vidas de volta. Mas ninguém sabia realmente para que tipo de vida iriam regressar... O segundo volume da série Maze Runner ameaça tornar-se um clássico moderno para os fãs de títulos como Os Jogos da Fome.


Opinião:
É já para a semana que vem que estreia o filme baseado no primeiro livro da série Maze Runner e tendo eu gostado do final do primeiro e recebido o segundo em casa havia pouco tempo, não resisti para saber mais aventuras dos Clareirenses. Afinal de contas o fim do primeiro livro tinha sido fantástico e provava-me que não era mais um entre centenas de outros, havendo ali um fator especial que o autor queria explorar lentamente. E deixem que vos diga... continua decidido a explorá-lo lentamente...

Pensando estarem finalmente salvos de tudo a que tinham sido sujeitados, os Clareirenses pensam que finalmente os esperam umas boas e merecidas "férias". Uma casa normal, uma cama com um bom colchão e pessoas em quem pudessem confiar. Mas tal seria demasiado fácil, depois de todas as provações a que estiverem sujeitos. Repentinamente corpos pendurados pelo pescoço apareceram numa das salas onde os rapazes estavam, desaparecendo passado poucos minutos sem ninguém saber o porquê e o como. Janelas por onde entravam raios de sol e por onde se ouviam gritos agoniantes deram lugar a janelas tapadas com cimento e tijolos. Tudo numa questão de minutos, se não mesmo de segundos. A juntar a isso, Teresa desaparece do nada e no lugar dela aparece um estranho rapaz. Ah, claro! E não nos podemos esquecer das estranhas tatuagens que apareceram em todos os Claireirenses, sendo a de Thomas a mais assustadora, não dissesse a dele que ele tinha que ser morto.

Quando se começam a habituar a todos estes estranhos acontecimentos, um estranho homem de fato informa-os que a próxima fase está prestes a começar. Uma fase chamada Provas de Fogo que não será "tão fácil" como o labirinto. Uma fase que começa a desmascarar a CRUEL e a fazer com que as memórias de Thomas reapareçam. Memórias essas que provam que ainda há muitas coisas que eles não sabem.

Adorei este livro e acho que ainda gostei mais dele do que do anterior. No anterior houve um maior aprofundamento da maneira de ser das personagens, afinal de contas estávamos no primeiro livro, mas neste acho que esse aprofundamento não é tão flagrante. Neste livro ficamos a conhecer melhor as personagens pela sua maneira de reagir em determinadas situações, sendo que isso basta para ficarmos a torcer por este ou aquele. Além disso neste volume temos mais reviravoltas durante a narrativa, tanto da parte de Thomas e Teresa, mas até mesmo da parte da CRUEL, sendo que começamos a compreender cada vez mais o que se passa com as personagens e quem elas eram antes do labirinto.

São-nos apresentadas muitas personagens novas, entre as quais algumas Cranks, ou seja, pessoas que foram infetadas por uma doença que acaba por as endoidecer, retirando-lhes toda a sua humanidade. Doença essa que agora todos os Claireirenses têm, sendo apenas possível ficarem curados se conseguirem terminar as provas. A introdução destas novas personagens foi algo muito bem vindo e gostei de ver as suas interações com as personagens antigas, criando assim novas nuances na história.

O final foi absolutamente fantástico. Tendo já inúmeros mistérios por descobrir, que são aprofundados cada vez mais, a última frase de toda a narrativa aumenta ainda mais o número de mistérios, especialmente vindo de quem vem e na situação em que a pessoa que encontra.

Um livro melhor que o precedente e que me aumentou a curiosidade para o terceiro e último volume da trilogia. Uma saga que apesar de ser uma distópia como muitas outras, tem ingredientes únicos que a tornam muito original.

0 devaneios :