Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 3 de setembro de 2014
Autora: Ruta Sepetys
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 384
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892325187

Sinopse:
Josie Moraine vive mais do que uma vida.
Ela é filha de uma das prostitutas de luxo mais cobiçadas de Nova Orleães, um estigma que a arrasta para o submundo decadente da cidade. Vítima da negligência da mãe, tem nos moradores do extravagante Bairro Francês os seus maiores aliados. De Cokie, humilde e fiel; a Willie, a dona de um bordel cuja frieza esconde um coração de ouro; e a Jesse, tímido, atraente e eternamente apaixonado, todos a protegem e velam por ela.
Mas Josie sonha mais alto e move-se com igual à-vontade nos corredores da livraria onde, graças à bondade de um desconhecido, trabalha e habita. Este é o seu porto seguro. Aqui, entre as estantes repletas de livros, no pequeno escritório que agora lhe serve de quarto, não tem de se defender da sua própria mãe nem fingir ser a durona solitária que domina as ruas. Ao anoitecer, quando a porta se fecha e as luzes se apagam, ela descobre nas páginas que folheia a imensidão do mundo e anseia por uma vida melhor. Uma vida como a de Charlotte, a filha de uma família da alta sociedade, cuja amizade a inquieta a ponto de arriscar tudo, mesmo a promessa de um amor verdadeiro. E quando os seus sonhos estão prestes a realizar-se, um crime muda tudo… para sempre.


Opinião:
Na altura em que este livro saiu tinha tanta curiosidade para ler. Mas depois, para (não) variar, continuavam a aparecer livro cá por casa e este que estava no ereader ia passando para último plano. Quando fui de férias fiz de propósito para levar apenas o ereader e assim tive a oportunidade de ler este livro que me tinha chamado a atenção essencialmente pela sinopse, pois a capa remete para um romance nos dias de hoje, algo que é totalmente contrariado com a sinopse.

Josie ainda se lembra do primeiro dia no Bairro Francês. Aquele dia em que entrara naquele bairro e numa casa enorme e cheia de mulheres lindíssimas. Um lugar onde a mãe lhe disse para se manter calada senão apenas a iria envergonhar. A casa para onde a mãe a leva é uma das grandes casas de prostitutas em Nova Orleães e é onde pede quase de joelhos para a deixarem trabalhar lá. Apesar dos avisos da mãe, Josie não resiste a falar, sendo que Willie, a dona desse bordel, compreende de imediato que tem ali uma pessoa totalmente diferente da mãe, alguém inteligente e trabalhador.

Josie acaba assim por crescer no bairro francês, sendo que durante a madrugada vai ao bordel, limpar a casa de uma ponta à outra após os excessos da noite e de tarde vai trabalhar para uma pequena livraria, um mundo onde se perde entre aquelas páginas cheias de sonhos. O trabalho na livraria é para compensar a pequena casa que tem em cima desta. O trabalho no bordel é para pagar o comer que Willie lhe dispensa. Estando desde os 11 anos a morar sozinha por cima da livraria para não ter que se encontrar com a mãe, Josie sabe que quer mais para a sua vida. Que quer juntar o suficiente para fugir daquele lugar escuro e sem futuro, onde todos a vêm como a filha da prostituta, uma rapariga que sem dúvida alguma não se iria aproveitar do seu cérebro mas sim da sua imagem.

Gostei imenso deste livro, sendo que a personagem principal me capturou do início ao fim da narrativa. Josie é uma personagem forte e determinada, sendo uma rapariga extremamente bonita e inteligente, querendo usar essa inteligência para sair daquele inferno em que vive. Presa ainda ao bordel devido à sua mãe e a tudo o que Willie fizera por si em criança, é nos empregados do bordel, nos donos da livraria e num antigo amigo de infância que encontra as forças para continuar a lutar para tentar se tornar alguém.

Este é um livro que conta uma história sobre a perseverança, sobre a determinação e sonhos de uma rapariga que queria ser mais do que aquilo que diziam que ela tinha nascido para ser. Ela estava decidida a provar que não era o seu nascimento que decidia quem ela era, mas sim as suas escolhas e esforços para seguir em frente. Apesar de este livro ser essencialmente relacionado com as escolhas desta personagem, vemos como o seu coração é uma das suas grandes bússolas, e mesmo após imensas advertências, Josie continua a ser uma pessoa que se preocupa com os outros, amando aqueles que a ajudam apesar dos rumores que a acompanham.

Admito que uma das coisas que mais me atingiu este livro foi a maneira de ser da mãe de Josie. Esta praticamente vendera a filha, não uma nem duas vezes, para fugir e aventurar-se a ver o mundo com um homem que dizia que amava. Um homem que lhe batia e olhava para Josie com gula no olhar, um ladrão e traficante da pior espécie. Para fazer o que este homem queria, a mãe de Josie roubava-lhe todas as suas poupanças, incluído as que lhe tinham sido oferecidas para ir para a universidade. Praticamente a vendeu à máfia e deixou-a com as suas dívidas enquanto fugia para outro pais. Acho que esta foi uma das partes que mais me atingiu, como a mãe a tratava.

Um livro que gostei imenso e só tive pena de o final ter sido deixado tão em aberto. Aconselho sem reservas!

0 devaneios :