Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 5 de novembro de 2014
Autora: Sylvia Day
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 284
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897261541

Sinopse:
Após a morte do pai, Eliza Martin torna-se uma das herdeiras mais desejadas pelos caçadores de fortunas. Todos a elogiam e enganam, mas ela resiste. Até que começa a sofrer uma série de acidentes que ameaçam a sua vida e se vê obrigada a recorrer a uma pessoa que se infiltre entre os seus pretendentes para descobrir quem está por trás da trama. Alguém que não dê nas vistas, que saiba dançar e seja calmo.
O atraente e sedutor detetive Jasper Bond é demasiado grande, demasiado bonito e demasiado perigoso. Quem iria acreditar que uma intelectual como Eliza se deixaria seduzir por um homem de ação? Mas a combinação da teimosia dela e do mistério é irresistível para Jasper.
Deixar a sua cliente satisfeita é uma questão de orgulho. Mostrar-lhe que é o homem de que ela precisa será um prazer…


Opinião:
Já li diversos livros desta autora. Desde os puramente eróticos ao de época. Dois ângulos totalmente diferentes da escrita de Sylvia Day que me mostraram que lá por uma autora não nos prender num género de livros não quer dizer que não nos surpreenda noutros. Foi essa a grande razão para decidir voltar a ler algo da autora, depois de me ter surpreendido à séria com o seu primeiro livro lançado pela Quinta Essência.

Eliza sabe o que quer e não tem medo de o dizer. É inteligente, lindíssima e mais importante que tudo para os outros... quando o pai falecer será dona de uma fortuna inestimável! Devido à tristeza em que vivera a sua mãe, decidira nunca casar, sendo independente durante toda a vida, algo possível de acontecer, afinal de contas com o dinheiro que tinha nunca necessitaria de trabalhar um dia que fosse. Mas repentinamente a sua vida começa a correr um risco eminente, estando constantemente a receber ameaças de morte de formas deveras sugestivas! De forma a tentar descobrir quem a queria assassinar, Eliza acaba por contratar Jasper Bond, um reconhecido detetive que faz vida a caçar ladrões.

Jasper é um homem sensual e lindíssimo, com uma cultura acima da média para alguém da sua classe social. Aliando a sua beleza com inteligência, conseguira criar nome como um dos melhores (se não mesmo o melhor) caçador de ladrões de sempre. Sendo uma pessoa sempre à espera de novos desafios, não resiste quando recebe o pedido de Eliza para tentar descobrir quem a quer matar antes que o pior aconteça. O que não esperavam era que a faísca entre ambos fosse de tal forma visível que qualquer um a poderia sentir.

Admito que comparativamente ao livro anterior este não me puxou tanto, mas prendeu-me à mesma do início ao fim. Eu sou uma romântica incurável e posso afirmar que só achei o livro anterior melhor devido às cenas românticas entre as personagens. Neste livro não existem tantas cenas românticas, sendo a palavra sensual o melhor adjectivo para descrever toda a ação.

Desde a maneira de agir de Jasper, à química entre as duas personagens, às cenas mais escaldantes. Sensualidade é algo inerente a todas elas e acaba por encantar os leitores mas, apesar de perceber que as personagens começam a desenvolver sentimentos profundos um pelo outro, senti falta de romance. De algo entre elas para além da sensualidade e sexualidade. Achei as duas personagens fraquinhas e tendo altas expectativas devido ao livro que tinha lido anteriormente da autora, devo dizer que estas expectativas não foram totalmente alcançadas. Apesar disso sei que é uma autora que quero acompanhar, porque embora não correspondesse ao que esperava, diverti-me com esta leitura e passei um bom bocado.

Um livro de rápida leitura e escrita fluída que é perfeito para nos esquecermos do mundo em redor.

0 devaneios :