Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Derradeira Ilusão" de Diane Chamberlain

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014
Autora: Sadie Matthews
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 264
Editor: 5 Sentidos
ISBN: 978-972-0-04631-4

Sinopse:
O fim de relação com Dominic deixou Beth de coração despedaçado. Acreditara desde o início na força daquele amor que seria eterno, mas um mal-entendido mostrou-lhe a fragilidade da relação e deitou tudo a perder. Por mais que tentasse evitar a constante presença e interferência de Andrei Dubrovski no seu relacionamento, o poder deste impedia-a de ser livre.
Desde que o conhecera que Andrei teimava em impedir a sua felicidade junto a Dominic, e desta vez parecia ter finalmente alcançado o seu objetivo. Dominic partira rumo a um novo projeto profissional e, porventura, a uma nova vida amorosa sem Beth. Mas será que Andrei conseguirá o que quer?
A persistência de Beth no amor que sente por Dominic, e a certeza de que nada pode ter feito de errado, irão levá-la a viajar desesperadamente até Paris, atrás de Dominic, na esperança de uma reconciliação e, quem sabe, de provar que o verdadeiro amor pode superar as mais graves das provações.


Opinião:
Sim, mais uma opinião de um romance erótico. Há que admitir que ao longo do ano a minha leitura deste género de romance caiu a pico. O facto de as histórias serem demasiado semelhantes e por vezes serem demasiado descritivos para o meu gosto foi o principal factor para esta mudança. As editoras continuam a apostar no género, o que comprova que ainda há muitas pessoas que continuam a ler este tipo de livros e a gostar, mas infelizmente eu tenho sido daquelas que cada vez me afasto mais. Se ler romances deste género com maior intervalo de tempo entre si aproveito melhor a leitura, senão nem por isso. Já li demasiados e poucos me mantêm presa como há um ano e pouco atrás.

Beth está muitíssimo em baixo. O fim da relação com aquele que considera o seu grande e verdadeiro amor atacou-a fortemente e não consegue de forma alguma sorrir ao pensar na sua vida actual. Além de estar sem Dominic, ficou a trabalhar para o seu grande inimigo, Andrei. Um homem que a quer a qualquer custo e a quem as consequências não interessam de forma alguma. Um homem que ela quer longe da sua vida. Mas tal é impossível, não fosse Andrei o seu padrão e a sua única fonte de rendimento, especialmente agora que Dominic estava longe da sua vida.

Apesar de tudo o que acontecera, mal descobre a verdade sobre aquela estranha noite em que apenas se lembra de mãos quentes e suaves sobre si embora não soubesse a quem estas pertenciam, Beth decide contar a Dominic que já sabe o que acontecera na realidade! O que não espera é a estranha atitude dele e o secretismo. Acontece que Dominic quer criar a sua própria empresa contra todas a probabilidades e para isso, o segredo é a alma do negócio...

Não sei bem o que pensar deste livro. Se por um lado gostei por outro achei que foi apenas mais um. É um livro que não adiciona nada de novo a todo este mundo. O grande problema existencial de Beth ao longo de toda esta trilogia foi descoberto rapidamente, bastando para isso uma simples pergunta e o resto do livro foi a luta para Dominic conseguir dominar o seu mundo de negócio ultrapassando o seu grande rival, Andrei. A relação de Dominic e Beth não foi muito mais desenvolvida porque, vamos ser sinceros, não havia muito mais a desenvolver. Acabaram o segundo livro chateados, mas mal se encontraram e fizeram as pazes a relação não progrediu mais. Simplesmente viveu no secretismo com o objectivo de ultrapassar Andrei em todos os negócios. Claro que pelo meio da ação houve problemas. Processos judiciários, morte de algumas personagens que nos eram queridas e segredos desvendados, mas apesar de tudo não me prendeu do início ao fim.

A autora tem uma escrita fluída e simples, mas a história é igual, fluída e simples. Não tem grandes quebra cabeças e mesmo quando está tudo mal sabemos que irá terminar bem. É esse o nível de previsibilidade a que a autora nos habituara.

É uma trilogia que se lê bem. Tem uma história previsível mas o que não falta no mundo literário são bons livros com histórias previsíveis. Afinal de contas, sabe sempre bem ler um livro com um grande romance e um final feliz, não é verdade?

0 devaneios :