Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014
Autora: Louise Doughty
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 376
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04702-1

Sinopse:
Num tom intimista, pleno de emoção, erotismo e um suspense de tirar o fôlego, Uma escolha imperfeita é um romance surpreendente sobre como uma decisão impensada pode mudar o curso de uma vida para sempre.
Yvonne Carmichael trabalhou arduamente para conquistar o que sempre quis: uma invejável carreira na área da genética, uma casa fantástica, uma boa relação com o marido e dois filhos.
Um dia, cruza-se com um desconhecido e, num impulso, começa uma tórrida aventura amorosa - uma decisão que acaba por colocar em causa tudo o que sempre valorizou.
Yvonne acredita que conseguirá manter a relação extramatrimonial sem que tal venha a interferir na sua vida, tal como ela é. Só que, na verdade, ninguém consegue controlar o que acontecerá a seguir.
De conceituada e respeitada cientista a adúltera acusada dos mais variados crimes, Yvonne vê todos os seus planos desmoronarem-se numa espiral de desilusões e violência.


Opinião:
A capa deste livro está fantástica. Parece tão simples, mas ao mesmo tempo esconde um segredo. Um segredo que eu, como leitora, queria imenso descobrir! A sinopse chama a atenção, mas para mim tudo se resumiu à capa fantástica e ao que esta prometia.

Yvonne tem um nome conhecido em todo o mundo. É uma grande geneticista casada com uma das mentes mais brilhantes no seu campo. Tem dois filhos fantásticos e uma carreira invejável. Tem a vida com que todos sonham, mas não está feliz. Sente falta de algo, de uma emoção diferente, de novos sentimentos e aventura. Ao sair de uma grande reunião, acaba por encontrar "X", que se torna o seu amante. Um homem aventureiro que a levava a tomar loucas decisões que a levam à situação em que se encontra no presente.

Sentada num tribunal, Yvonne compreende o que fizera. A casa que destruirá, os sonhos de desfizera. Uma simples aventura tornara-se numa paixoneta, que acabara por se tornar na verdadeira alavanca destruidora de toda uma vida. A relação com os maridos, os filhos, a carreira de trabalho que tanto se esforçara para criar.

Não sei bem o que pensar deste livro. Por um lado adorei-o. Adorei saber desde o início que algo se passava, que a personagem estava a passar por uma má fase que lhe poderia destruir a vida mas não sabíamos bem o que isso era. Sempre gostei desse género literário e por isso acabei por entrar totalmente na história e por ficar presa a esta do início ao fim. O grande problema foi a personalidade da personagem principal. Por muito boa que a história e o desenrolar dos acontecimentos tenham sido, a verdade é que me custou sentir a empatia necessária para com a personagem principal.

Um mulher com quase 50 anos, que decide de um momento para o outro deitar tudo para trás por uma paixão demasiado passageira. Uma pessoa que sabe que o que faz é errado mas que continua. É uma personalidade que eu aceito que muitas pessoas tenham, mas não assentava na descrição da personagem, o que a tornou pouco credível. Já a história, adorei. Sei que é um livro que tem críticas muito diferentes entre si, mas eu fui daquelas pessoas que apesar de não gostar da personalidade da personagem principal, acabei por adorar a história. E o final, tão estranho e enganador, conquistou-me totalmente.

É um livro que não aconteceria facilmente na vida real e esse é o principal factor para muitas opiniões negativas. Tem voltas e reviravoltas que acabam por nos espantar e tocar, sendo daquelas narrativas que é preciso ler para fazer um verdadeiro juízo final.

0 devaneios :