Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 18 de março de 2015
Autora: Sylvia Day
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 328
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897261725

Sinopse:
São o casal mais escandaloso de Londres. Isabel, Lady Pelham, e Gerard Faulkner, marquês de Grayson, são iguais em tudo: nos seus apetites sexuais, nos seus amantes constantes, na sua inteligência, nas reputações provocadoras e na recusa absoluta de arruinar o seu casamento de conveniência apaixonando-se um pelo outro. Isabel sabe que um rapaz tão encantador jamais lhe interessará e que nunca conseguirá influenciar o coração de libertino dele. É uma farsa muito agradável… até que uma surpreendente reviravolta tira Gerard do seu lado.
Agora, quatro anos mais tarde, Gerard regressou a casa para junto de Isabel. Porém, o homem despreocupado e travesso que partiu foi substituído por um homem taciturno, poderoso e irresistível que está decidido a empregar a sedução para conseguir o seu afeto. Desapareceu o companheiro despreocupado que partilhava a sua amizade e nada mais, e no seu lugar está a própria tentação… um marido que deseja o corpo e a alma de Isabel, e que não se deterá diante nada para conquistar o seu amor. Não, este não é o homem com que se casou. Mas é o homem que pode por fim roubar-lhe o coração…


Opinião:
Esta é uma autora que se aventura sempre em histórias mais sensuais. Escrevendo romances eróticos ou romances históricos sensuais, a verdade é que parecem duas autoras diferentes a escrever estes géneros. Os romances históricos da autora prendem-me do início ao fim, adoro as personagens por si criadas, o ambiente e a tensão entre elas e tudo o que está aliado a isso. Já os romances eróticos da autora são demasiado eróticos. E pensam vocês, não é esse o objetivo? Até poderia ser, mas há eróticos e eróticos e os da autora apenas têm sexo e personagens que começam a gostar uma da outra do nada.

Lady Pelham é conhecida por todos na alta sociedade. É uma mulher muito peculiar. Uma viúva que, apesar de ter tido uma grande amizade com o seu primeiro marido, não ficara presa no luto e tornara-se conhecida pelos seus amantes, com quem mantém relacionamentos duradouros. Relacionamentos que apenas acabam quando se tornam demasiado pessoais e sérios. Gerard é um dos melhores amigos de Lady Pelham. Mulherengo e à procura de uma mulher que possa irritar profundamente a sua família, acaba por encontrar em Isabel (Lady Pelham), a mulher perfeita, uma amiga com quem poderia ter um casamento que fosse conveniente para ambos.

O plano de Gerard seria ter Isabel como esposa no papel mas viver feliz com o seu grande amor, uma mulher que não pertencia à sua classe social, mas que amava loucamente e com quem queria viver e ser feliz. Só que esta mulher acaba por falecer quando dá à luz o filho de ambos, um choque que Gerard não consegue ultrapassar facilmente, fugindo para longe de tudo e todos durante diversos anos. Quando regressa tudo está diferente...

Gostei imenso deste livro. Não estava nada à espera deste desenvolvimento, mas acontece que tudo resultou para mim neste livro. Sim, é verdade, não é o melhor livro dentro do género, mas a escrita fantástica e fluída da autora, aliada a personagens diferentes e com uma química inegável, prendeu-me do início ao fim.

Isabel demonstra, desde o início, ser uma personagem feminina diferente de todas aquelas a que estamos habituadas. É uma mulher que não se interessa de forma alguma pelo que as pessoas pensam e quer ser feliz à sua maneira, arranjando amantes que não tem sequer o trabalho de esconder. Tem uma opinião muito forte sobre tudo e é inteligente e perspicaz nas avaliações que faz do juízo das pessoas. Já Gerard é uma personagem que se desenvolve e cresce ao longo de todo o livro. Enquanto que Isabel é uma personagem que se mantém uniforme ao longo da narrativa, Gerard cresce e acaba por se desenvolver imenso, especialmente psicologicamente, ao longo de todo o livro.

Um livro que gostei, com uma linha de história interessante e um pouco diferente do normal, o que neste tipo de livros acaba por ser difícil. Recomendo!

0 devaneios :