Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 30 de junho de 2015
Autor: Pierce Brown
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 400
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722354929

Sinopse:
Alvorada Vermelha é o primeiro volume de uma trilogia que tem tudo para conquistar a legião de fãs de Os Jogos da Fome.
Passa-se numa altura em que a humanidade começou a colonizar outros planetas, como Marte. Darrow é um jovem de 19 anos que pertence à casta mais baixa da Sociedade, os Vermelhos, uma comunidade que vive e trabalha no subsolo marciano com a missão de preparar a superfície do planeta para que futuras gerações de humanos possam lá viver. No entanto, em breve Darrow irá descobrir que ele e os seus companheiros foram enganados pelas castas superiores. Inspirado pelo desejo de justiça, Darrow irá sacrificar tudo para se infiltrar na casta dos Dourados… e aniquilá-los! 
Vingança, guerra e luta pelo poder num romance de estreia empolgante.


Opinião:
Distopias... Um género literário que ganhou preferência após o sucesso de Os Jogos da Fome e que veio dar a países que pouco ou nada conheciam do género um novo tipo de aventura literária. Eu sou daquelas pessoas que devorou Os Jogos da Fome e admito que, mesmo sabendo que as comparações das capas dos livros não são de confiar, continuo a acreditar nelas quando comparam os livros com esta trilogia. Essa foi a grande razão para pegar neste título... Essa e claro, a capa. Sim, eu sou viciada em capas.

Darrow tem 19 anos e já casou há alguns anos. Vive entre uma sociedade de mineiros que têm como grande objetivo preparar a superfície do planeta Marte para a vinda dos humanos. O planeta Terra saturou, os recursos naturais escassearam e como tal foi necessário habitar outros planetas. Marte foi um dos escolhidos e os Vermelhos, a casta mineira da sociedade, acabaram por ser os primeiros a ser enviados para Marte, para escavar a terra e conseguir criar um solo habitável para todos os seres humanos. Apesar de ser um trabalho complicado e com uma elevada taxa de acidentes, os Vermelhos têm um certo orgulho a fazer o que fazem, pois sabem que é pelo bem da humanidade... ou pelo menos é assim que pensam alguns deles, pois outros acreditam que aquele é pior do que trabalho de escravos, onde são maltratados e rebaixados, à espera que não dêem resposta.

O jovem Darrow já tinha visto o pai ser morto por se rebeliar, mas é quando a esposa e amiga de infância faz o mesmo, que Darrow percebe que algo tem que mudar. Aliando-se a um movimento ilegal, Darrow acaba por se transformar em alguém que nunca pensava que seria com apenas um objetivo... Destruir aqueles que lhe destruíram a vida e lhe mentiram sobre os propósito por que se encontravam em Marte.

Um livro com uma história extremamente original, pelo menos na minha opinião. O autor "agarrou" em diversas inspirações distinta, desde castas por cores, escalas sociais, vida noutros planeta, etc, e conseguiu juntar tudo isso de forma harmoniosa, criado este livro. Nele ligamo-nos profundamente a Darrow. Sendo a personagem que seguimos do início ao fim da ação, acaba por chegar a um ponto em que praticamente nos encontramos a rezar para que tudo lhe corra bem. Ao longo do livro Darrow passa por diversas fases e conhecemo-lo quando, apesar de cansado e frustrado com a vida, era feliz com a esposa, quando pensa que todo o seu mundo irá desmoronar-se, durante a dolorosa e lenta transformação e recuperação e quando ingressa a casta dos Dourados, onde vemos o lado mais negro de Darrow a vir à superfície, apesar de continuar a demonstrar traços da humanidade inerente à sua casta de origem, os Vermelhos.

É um livro com algumas partes fortes que poderão atingir os mais sensíveis, com uma escrita direta e descritiva o suficiente para compreendermos o mundo de Darrow. Uma história que gostei de acompanhar e tenho curiosidade para a continuação.

0 devaneios :