Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Química do Amor" de Emily Foster

Passatempo #1

Passatempo #1
Até 24 de dezembro

Passatempo #2

Passatempo #2
Até 27 de dezembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 17 de agosto de 2015
Autora: A. S. A. Harrison
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 272
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722352765

Sinopse:
Jodi Brett e Todd Gilbert vivem juntos há vinte e dois anos, num confortável apartamento em Chicago com vista para o lago. Os dias decorrem numa tranquilidade aparente, à medida que a sua relação se vai lentamente consumindo. Até ao dia em que Jodi fica a saber que Todd tem um relacionamento sério com a filha de um dos seus melhores amigos, Natasha Kovacs. Em estado de negação, Jodi não reage quando Todd lhe diz que vai casar com Natasha ou quando a avisa de que ela terá de abandonar o apartamento onde vivem. Mas este será, para Jodi, um ponto de viragem sem regresso possível. Um romance avassalador, misto de comédia de costumes e thriller psicológico, que nos revela o lado negro do casamento e até onde uma mulher é capaz de ir quando já nada mais tem a perder.


Opinião:
Já queria ler este livro há meses!! Desde que saiu que esta capa me prendeu. Não sei... a capa, aliada ao título que prometia imensas surpresas com o andamento da história e depois com a sinopse. Queria imenso lê-lo, tinha que o ler!! E acabei por o conseguir, por empréstimo.

Jodi pensa que tem a vida perfeita. Um homem que a adora, uma casa fantástica, a vida familiar que sempre quis. Ela sabe que por vezes Todd tem uma ou outra indiscrição com outras mulheres, mas nada que a atinja. Ela sabe ser a única mulher para quem Todd regressa sempre. A única que ele procura quando precisa de apoio incondicional. A única a quem declara o seu amor. Pelo menos assim foi durante mais de vinte anos, até que Jodi descobre que Todd anda a sair com uma rapariga muitíssimo mais nova, filha do seu melhor amigo!! Como se isso já não fosse chocante o suficiente, a rapariga acaba por engravidar de Todd.

Apesar de cometer muitos erros por fora, Todd sabe que tem que ir morar com a nova namorada, Natasha, e sustentar o seu filho. E para isso sabe que não pode continuar com Jodi. O azar de Jodi é que após todos aqueles anos ela nunca quisera casar, o que fazia com que nada lhe pertencesse. Era tudo de Todd e este decidiu cortar-lhe os cartões de crédito e obrigá-la a sair de casa. Apesar de silenciosa e de graciosa a demonstrar a sua raiva, Jodi sabe que tem que fazer algo e a solução é-lhe apresentada por uma grande amiga.

Admito que esperava algo mais deste livro. Não sei, talvez tenha sido por ter esperado tanto tempo para o ler. As expectativas devem ter aumentado ao longo do tempo, pois apesar de ter gostado, especialmente a partir de metade, quando a ação começa realmente a ocorrer, esperava algo mais. Jodi mantém-se um mistério para nós do início ao fim. Achamos que falta algo na sua personalidade. Atravessa uma enorme crise conjugal e mantém-se calma, até mesmo com Todd. Continua a acreditar que o companheiro de longa data irá voltar a si, abandonando a nova namorada e isso mantém Jodi à superfície, não demonstrando realmente o que sente. Admito que essa reação tomou-me por surpresa. Não esperava que Jodi se mantivesse tão calma, especialmente quando ela toma uma grande decisão a mais de metade do livro e decide tomar o assunto nas sua próprias mãos. Só aí vemos uma mulher que se sente traída e enganada, estando disposta a tudo para manter o que é seu. Uma mulher que por fora aparenta calma, mas por dentro está fula com tudo e todos.

É um livro que me trouxe sentimentos contraditórios. Alguns partes pareceram-me muito superficiais e não me prenderam, mas outras, essencialmente a segunda metade do livro, prenderam-me e queria saber o que iria acontecer. Mas acho que Todd e Natasha deram mais ao livro do que Jodi, que supostamente é a personagem principal. As suas personalidades são muito distintas e ao passo que Jodi é calma, Todd é o "stress" em pessoa e Natasha uma manipuladora profissional. E estas duas últimas personalidades sendo mais fortes, foram as suas ações que, na minha opinião, fizeram o livro.

Um livro que me prendeu e que gostei, essencialmente por ser uma leitura diferente do normal, mas esperava um pouco mais.

0 devaneios :