Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Derradeira Ilusão" de Diane Chamberlain

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 15 de agosto de 2015
Autora: Abigail Barnette
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 400
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896576738

Sinopse:
Grávida, desempregada e caída em desgraça, Sophie Scaife tem a vida virada do avesso. A sua relação com o milionário Neil Elwood está destruída. A carreira da melhor amiga ascende rapidamente. E Sophie receia ter de tomar uma das mais difíceis decisões da sua vida sozinha.
Quando um diagnóstico devastador obriga Neil a regressar a Londres, Sophie deita a cautela para trás das costas para seguir o coração para o outro lado do Atlântico.


Opinião:
Depois do livro anterior, que tinha acabado com um grande problema para a nossa personagem principal, queria saber o que iria acontecer a Sophie. Qual a decisão que iria tomar e como iria resolver os problemas com Neil. Eram temas que prometiam um excelente livro. Um livro onde, recorrendo a cenas mais eróticas, seria possível explorar a relação das personagens e as suas escolhas de vida. Um livro que sim, tem um fundo interessante e uma linha de história que prende o leitor, mas que, ao querer dar um ritmo alucinante à narrativa, a autora acaba por não aprofundar muito assuntos que eu acho que seriam extremamente interessantes.

Sophie está na pior situação possível. Desempregada recentemente quando decidira não trair o namorado nos negócios, ficara fora tanto da empresa do namorado como da concorrente deste. E depressa compreende que a sua mal disposição de manhã não estava relacionado com doença... E para piorar tudo, ela e Neil tinham terminado a relação!!

Mas esta era uma relação demasiado forte para terminar assim do nada e apesar de manterem-se afastados durante algum tempo, tentando acalmarem os ânimos e compreender o que realmente correra mal, Sophie e Neil acabam por decidir manterem-se juntos, recomeçando do zero. Enquanto isso Sophie começa a dar em louca por se encontrar desempregada e não ter nada que fazer senão manter-se em casa a aguardar a chegada de Neil. Agora nem a melhor amiga tem para a acompanhar, afinal a amiga estava a viver o sonho em Paris, a centenas de quilómetros de distância... E tudo piora quando Neil lhe confessa que tem cancro.

Tal como referi, é um livro com um ritmo louco. Existe algo a acontecer constantemente. Se não é devido à relação de Neil e Sophie, é devido aos problemas pessoais de ambos. Este livro tem de tudo, bebés indesejados, filhas resmungonas, cancros indesejados, trabalhos surpresa... A parte do cancro, neste caso de Neil, até foi bem desenvolvido, mas o livro não pecou por essa parte, antes pelo contrário. O livro pecou, pelo menos na minha opinião essencialmente pelo início. Então, temos Sophie que descobre que está grávida e lá decide contar ao pai da criança. E em cerca de 50 páginas, se tanto, o segredo está revelado, a decisão de aborto tomada e a acção levada a cabo. Parece que nem pensam muito no caso. Achei que era um ponto a ser desenvolvido. Sim, o aborto podia ser o ponto final, mas com mais desenvolvimento pelo meio, não algo tão brusco.

Apesar de ser um romance erótico, com partes demasiado descritivas que aparecem praticamente do nada, tem uma boa história de fundo. Por vezes essas partes de sexo é que pareciam não pertencer ali. As personagens principais estavam a ter uma grande "crise existencial" e do nada começam a ter sexo louco e selvagem. Achei as transições muito bruscas quando a ação até se desenvolvia bem.

Um livro que não é mau, mas também não é excelente. Tem uma história de fundo melhor que muitos dentro do género, mas também falha em tentar falar de muitos assuntos importantes ao mesmo tempo. Um bom livro para passar um bom bocado, apesar das cenas demasiado descritivas sexualmente, mas afinal estamos perante um romance erótico.

0 devaneios :