Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Código da Morte" de Lindsay Cummings

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 8 de março de 2016
Autora: Alexa L.D.
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 396
Editor: Chiado Editora
ISBN: 9789895160372

Sinopse:
- Hastan – Chamei, insegura – Porquê que existem Lycans que escolhem humanos como parceiros, se a raça deles é de longe mais forte e esteticamente superior à nossa?
- Talvez pelo instinto da procriação – Respondeu Hastan – É do interesse dos Lycans, aumentar o número de membros da sua própria raça. Ou talvez eles vejam em nós algo que não conseguimos enxergar. É um mistério decerto.
Franzi o cenho. Sim, de facto era um mistério. Que interesse além de espalhar o vírus poderia ter um Lycan em um ser humano, quando existia dentro da sua própria espécie, múltiplos exemplares perfeitos para escolher?
Virei a cabeça distraidamente para expor o meu pensamento a Hastan quando vislumbrei algo que me fez cambalear e centrar-me.
Um focinho enorme e negro tinha surgido momentos antes entre duas árvores a alguns metros a minha frente. O pânico levou-me a ficar estática durante pelo menos dois minutos. Fitei detalhadamente toda a floresta que a minha visão me permitia alcançar a fim de conseguir entender se teria sido ou não fruto da minha imaginação. 


Opinião:
Não sei bem o que me prendeu a este livro. A verdadeira razão para o querer ler... Talvez porque este livro me remetesse para algo mais romântico mas com uma pitada de sobrenatural e como eu tinha saudades desse género de livro não resisti e decidi dar uma olhadela. E até fiquei admirada pela positiva.

Helena é uma jovem como qualquer outra. Vive numa das únicas, senão mesmo a única aldeia que não é ameaçada pelos Lycans, lobisomens muito fortes e poderosos que escravizam a raça humana e usam-nos como seus escravos, isto quando não os matam. Mas quando do nada os Lycans decidem atacar a aldeia e destruir tudo o que encontram à frente, Helena fica com uma aldeia inteira por dirigir. Uma aldeia destruída e com pouca esperança, não sabendo por onde começar. Mas o pior é quando descobre que os Lycans continuam a rondar, parecendo que estão à sua procura.

Desesperada, acaba por fugir para não ser apanhada, compreendendo depressa que fugir não é uma hipótese que tenha. Acontece que quando um Lycan escolhe a sua parceira esta é para sempre, e Helena fora escolhida por dois irmãos que se encontram em guerra um com o outro para determinar qual deles será o chefe dos Lycans...

Vou ser sincera, este é aquele género de história que vende muitíssimo bem. Pelo menos na minha opinião, sendo eu suspeita porque é um género que adoro. Achei que o grande problema do livro foi a falta de profundidade. A história está lá, mas acontece tudo muito depressa. Num momento Helena está desesperada a fugir e decide que nunca vai ser apanhada. Mas assim que o é... depressa se mentaliza que não dá para fugir e nem dá luta. Há certas parte da narrativa que parece que faltam ali cenas, que falta ali algo na história. A premissa inicial está boa e é interessante, mas são as passagens na narrativa e o desenvolvimento não só da história como das próprias personagens que falham.

Apesar disso foi um livro que li rapidamente e me prendeu, mas que seria bem melhor se a narrativa tivesse sido um pouco melhor estudada.

0 devaneios :