Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 30 de maio de 2016
Autora: Anna Premoli
Editor: Noites Brancas
Edição ou reimpressão: 2015
Páginas: 312
ISBN: 9789898741066

Sinopse:
Jennifer e Ian são rivais no escritório onde trabalham. Mas o que acontece quando são forçados a passar mais tempo juntos do que o habitual?


Opinião:
Este é um livro extremamente divertido, leve e muito diferente do que aquilo que a capa prometia. Admito que quando vi a capa ao início pensei que o tema seria algo pesado, teria alguma violência contra mulheres ou algo do género. Não me perguntem porque é que senti isto pela capa, mas se a capa já me transmitia isso então a conjugar com o título, mais razões me deu para crer que esse seria o tópico. Mas foi ao ler a sinopse que percebi que talvez não fosse bem essa a história. Aliás, percebi que talvez a história fosse bem mais divertida do que aquilo que eu previa.

Jennifer sempre fora trabalhadora. Chegava a horas e saia apenas quando todo o trabalho estivesse feito. Por vezes nem sequer saia, pois a loucura de horários a que estava sujeita impedia isso. Todos sabiam que trabalhava que nem louca e que praticamente não tinha vida pessoal... se não contássemos com as picarias entre ela e o filho do chefe, Ian.

Em Ian, Jennifer vê aquilo que mais odeia, um menino rico que tirara um curso rápido qualquer e que sem esforço algum conseguira subir na vida e na carreira às custas do papá. Pelo menos é nisso que Jennifer quer acreditar, apesar de saber perfeitamente que Ian é bom naquilo que faz e que merece o mérito. O que irrita Jennifer nele é a atitude de senhor sabichão. ODEIA!

E não podia ter corrido pior a Jennifer, aquela que chega sempre a horas, quando tem uma reunião com um dos maiores clientes da empresa e chega atrasada!! E quem é que cobre por ela? Ian... Este azar do destino leva a que o cliente queira os dois a trabalhar para ele, o que não é tarefa fácil, mas infelizmente se é o que o cliente quer, lá terão que arranjar forma de o fazer...

Gostei deste livro e a relação entre Jennifer e Ian é simplesmente hilariante. Claro que todos sabemos como um livro deste género irá terminar, mas é o caminho até lá que me interessava e este caminho foi hilariante. As personagens são extremamente irónicas, e a relação (ou não relação) entre elas é estranha e diferente. São duas pessoas que têm maneiras de pensar, agir e de ser muito diferentes, em que a única semelhança é que querem ser os melhores naquilo que fazem.

Mas ao longo do livro as personagens são muitíssimo bem desenvolvidas e duas pessoas que se davam tão mal começam a aproximar-se devido ao aprofundamento que temos das personagens. A relação entre elas foi bem explorada e é uma delicia para o leitor acompanhar a sua evolução.

Um livro que gostei e que me surpreendeu. A única coisa que mudava era a capa, pois de resto o livro é fantástico.

0 devaneios :