Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 16 de junho de 2016
Autora: Kody Keplinger 
ISBN: 9789722357623
Edição ou reimpressão: 2016
Editor: Editorial Presença
Páginas: 320

Sinopse:
Apesar de não ser a rapariga mais gira do Secundário, Bianca Piper é espirituosa, inteligente e tem um grupo de verdadeiras amigas com o qual se diverte e sonha com rapazes. Bianca nunca pensaria em envolver-se com Wesley, o rapaz mais popular da escola, muito menos depois de este lhe dizer que ela é a Amiga Feia e Gorda que serve apenas para realçar a beleza das outras.
No entanto, a sua vida familiar desmorona-se, o que a atira para uma espiral de tristeza e insegurança. Nisto, dá por si a beijar Wesley. Os dois veem-se enredados numa relação de amor-ódio que tinha tudo para correr mal, mas que inesperadamente pode dar frutos…


Opinião:
Este foi um livro que me despertou a atenção desde que saiu. Quem é que não gosta de um livro sobre a não popular da escola? Uma não popular com personalidade e cujas melhores amigas são extremamente populares? Eu posso dizer que estou entre o grupo de pessoas que ADORA esse tipo de livro, apesar de ter ficado reticente devido ao filme. Sim, porque vocês poderão conhecer este título não do livro mas do filme. E se é daí deixem que vos diga, o livro está muito melhor que o filme. Prende mais, o desenvolvimento entre das personagens é mais realista e sem dúvida que gostei muito mais do livro do que do filme.

Bianca Piper é uma rapariga que sabe ser extremamente inteligente. Também sabe que tem boas amigas com quem pode contar e que apesar de tudo... a sua vida é fantástica! E porquê apesar de tudo? Porque Bianca sabe que não é propriamente bonita, tal como sabe que está muito complicado fazer com que o rapaz por quem está interessante se lembre de olhar para ela. Mas claro que isso não é algo que a preocupe por demais. Pelo menos até que Wesley, um dos rapazes giros, simpáticos e que jogam desporto (ou seja, um dos rapazes mais populares de toda a escola), começa a falar com ela. E ainda tem o descaramento de lhe dizer que o está a fazer porque falar com a amiga DUFF de um grupo de raparigas boas é um passo em frente para conseguir ter algo com uma dessas "raparigas boas". Neste caso DUFF é Bianca, sendo que tais siglas significam Designated Ugly Fat Friend, ou como chamamos neste livro, Amiga Feia e Gorda. As "raparigas boas" são as duas melhores amigas de Bianca.

Mas Bianca decide que tal nome não lhe vai dar a volta à cabeça e não a vai atingir. Claro que uma coisa é dizer e outra é fazer e isso nota-se logo desde o início, pois, apesar de decidida a que nada disso a importune, Bianca acaba por ficar extremamente irritada sempre que Wesley lhe chama DUFF, não se conseguindo concentrar ou dormir a pensar nisso!! Claro que tudo piora ainda mais quando, por uma questão de loucura, Bianca e Wesley se envolvem em algo que é suposto ser só uma coisa de uma vez (e que acontece, uma, duas, três, quatro...).

Sim, gostei mais do livro do que do filme. Pelas opiniões que li não sou a única pessoa com essa opinião. O filme tinha muito mais para dar. Havia um desenvolvimento que estava integrante no livro e que faltou a todo o filme. A relação de Wesley com Bianca neste livro acaba por ser o grande conteúdo da história. Temos um rapaz que tem a mania que é o maior da escola e uma rapariga que apenas o quer calar e que, apesar de estarem constantemente a implicarem um com o outro, têm uma relação muito engraçada e divertida, que nos faz adorá-los do início ao fim da narrativa.

O que não gostei neste livro foi o afastamento de Bianca das melhores amigas. Achei que foi algo superficial e que não combinava de forma alguma com a maneira como a tinham descrito ao longo do livro. Foi um afastamento gradual sim, mas se eram tão boas amigas como não arranjaram alguma maneira de falarem, antes de chegarem ao ponto que chegaram? Achei muito esquisita esta parte do livro, apesar de saber que Bianca, que se achava tão racional, podia (aliás foi o que fez quase toda a narrativa) ser temperamental e fazer certas coisas só porque sim, assim do nada.

Um livro descontraído, ideal para adolescentes mas que dá para qualquer faixa etária. Larguei umas boas gargalhadas ao longo da sua leitura e sem dúvida que me surpreendeu pela positiva. Aconselho! 

1 devaneios :

Catarina Ferreira disse...

Eu adorei o filme, era bastante descontraído e engraçado.
Tem uma mensagem forte, apesar de tudo ;)
Ainda não li o livro.