Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 6 de março de 2017
Autora: Kanae Minato
ISBN: 9789896651060
Edição ou reimpressão: 07-2016
Editor: Suma de Letras
Páginas: 216

Sinopse:
Os seus alunos assassinaram a sua filha. Esta é a sua vingança.
Os seus alunos assassinaram a sua filha. Ela não quer justiça, só vingança.
Confissões é um romance narrado a várias vozes, magistralmente construído onde o suspense é mantido até o fim, quando as diferentes peças encaixam. Mas também é uma reflexão sobre o sistema educativo, os laços familiares, o comportamento humano, o amor e a vingança.


Opinião:
Dramas japoneses... Um livro que li deste género que adorei foi toda a saga do "The Ring" na altura em inglês. E lembro-me que gostei imenso!! Tinha imenso suspense, era uma história mais psicológica do que de terror e devorei os livros num instante. E este livro chamou-me a atenção por parecer também um livro mais para o psiológico e com uma capa fantástico!!

Não vos posso contar muito da sinopse e o pouco que poderia revelar já está na sinopse oficial. Uma professora cuja filha falecera e descobrira que os culpados eram dois dos alunos da turma onde dava aulas. E decide castigá-los pela que acontecera à sua razão de viver, a filha.

Após preparar o castigo, esta mãe começa a contar uma história em aula. Uma história muito perturbante e preocupante que deixa alguns dos seus alunos preocupados pela sua vida. Os alunos que a professora sabia ter sido os culpados pela morte da sua menina.

Uma narrativa muito rápida, mas também estamos a falar de um livro de apenas 200 páginas e com letras bem grandes. Prendeu-me do início ao fim porque acabamos por descobrir que a professora dera o pior castigo possível aos alunos, um castigo psicológico.

É um livro que nos deixa com o coração na boca e acaba por ser mais um história sobre o certo e o errado do que propriamente sobre o assassinado da pequena criança de 4 anos. O que mais me intrigou e marcou neste livro nem foi a forma como a professora lidou com a sua vingança, mas sim a forma como certas crianças conseguem ser tão cruéis em tão tenra idade. Foi isso que foi aqui dissecado, a verdadeira natureza das pessoas por mais novas ou velhas que sejam. 

Um livro muito bem construído que gostei imenso. Forte, realista e viciante.

1 devaneios :

Nélia Rosa disse...

Foi também um devaneio de 2017 ;)