Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Dia em que Perdemos a Cabeça" de Javier Castillo

Passatempo

Passatempo
Até 28 de fevereiro!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 3 de setembro de 2018
Autor: Andy Weir
ISBN: 9789898917102
Edição ou reimpressão: 07-2018
Editor: TopSeller
Páginas: 320

Sinopse:
Para viver na Lua, Jazz Bashara faria qualquer coisa.
Bom, mais ou menos. A vida em Artemis, a primeira e, até ver, única cidade da Lua, é difícil. Só turistas ricos ou milionários excêntricos que vivem a sua reforma dourada fora do planeta Terra é que conseguem usufruir em pleno do Mar da Tranquilidade. Um pouco de contrabando aqui e ali não é grave, certo?
É por isso que quando surge a oportunidade de, com um grande golpe, decidir o seu futuro, Jazz não hesita. Tem apenas de conseguir o impossível, e de o fazer fora da colónia, onde não só a gravidade é seis vezes inferior à da Terra como o Sol queima e o ar não existe.
Mas isso será apenas o começo de uma série de eventos que vai pôr em causa a existência da própria colónia. Jazz era apenas uma contrabandista a tentar ganhar a vida. Será que está preparada para pôr tudo em risco para salvar o único lugar onde alguma vez se sentiu em casa?


Opinião:
No último e único livro que li deste autor apaixonei-me pela história, escrita e humor que fluía através da narrativa e por isso mal soube da notícia que ia sair um novo livro do autor, não resisti. Afinal de contas tinha-me apaixonado pelo "O Marciano".

Jazz é uma rapariga peculiar. Extremamente inteligente, desenrascada e orgulhosa, é alguém que tem o objetivo de ascender e se tornar uma das pessoas mais ricas de Artemis (a única cidade da Lua), tendo a vida que sempre sonhara. Não estando de bons laços com o pai, um homem correto, extremamente trabalhador e o melhor soldador de Artemis, Jazz continua a sua vida de contrabando, tentando sobreviver a mais um dia sem ficar a dormir na rua e sem ser descoberta com a boca na botija nas suas entregas ilegais.

É conhecida por ser das melhores contrabandistas da Lua, se não mesmo a melhor. Faz sempre o serviço, não diz nada a ninguém e nunca é apanhada. Esta reputação faz com que um conhecido de longa data, que lhe faz várias encomendas, lhe apresente um trabalho que a deixaria rica, apesar de ser extremamente arriscado. Medindo os prós e os contras Jazz decide avançar e o que parecia um trabalho minucioso e trabalhoso, acaba por ser quase o fim de vida em Artemis.

Gosto muito da escrita do autor. É irónica, divertida e sarcástica, o que pelo que li sobre Andy Weir é a sua maneira de ser e a própria personalidade do autor. E neste livro essa personalidade foi "injetada" em Jazz de maneira a não termos a típica heroína. Jazz é uma pessoa que não se rege pelo certo ou errado, que apenas pensa praticamente em dinheiro e não é dada a convenções. Um tom que se nota logo no iniciar da leitura. Foi uma personagem com quem antipatizei no início, mas que ao longo da história, ao longo de diversas ações que me surpreenderam, comecei a gostar. Achei-a uma personagem extremamente humana, é a melhor forma de a descrever. Com um humor ácido e uma vontade de ter o que acha que merece que a leva a não se importar se passar por cima de quem quer que seja.

Todas as personagens secundárias deste livro são importantes e todas elas nos levam a querer ler e saber mais e mais sobre o que se passa com elas e quais as suas razões para determinadas ações. Estas personagens acabam por estar ligadas umas às outras através do laço que têm com Jazz e adorei conhecê-las, sem dúvida personagens que me surpreenderam pela positiva e de que gostei imenso.

Este livro não chega ao nível do livro Marciano, temos que ser sinceros, um livros que entrou para o meu top de livros favoritos de tão bom que é! E de referir que quando o li nem sequer estava anunciada a chegada de um filme, filme esse que também fez furor no cinema. Mas apesar disso é um bom livro, que se lê extremamente bem, com personagens com personalidades muito próprias. Um livro que tem passagens que traz o meu lado "nerd" e "químico" (área de estudos) ao de cima e que li num instante.

Recomendo! E se ainda não leram o Marciano leiam primeiro este (Artemis) e depois passem para O Marciano, não se vão arrepender!

0 devaneios :