Quem sou eu?

A minha foto

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Sonhos Proibidos" de Lesley Pearse

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 11 de setembro de 2018
Autor: Matt Haig
ISBN: 9789898869821
Edição ou reimpressão: 04-2018
Editor: TopSeller
Páginas: 320

Sinopse:
E se a terra fosse o planeta mais absurdo do universo? O professor Andrew Martin, génio matemático, acaba de descobrir a chave para os maiores mistérios do Universo.
Ninguém sabe do salto que isto representará para a Humanidade… exceto seres evoluídos de outro planeta. Determinados a impedir que esta revelação caia nas mãos de uma espécie tão primitiva quanto os humanos, estes seres enviam um emissário para destruir as provas. E é assim que um alien intruso, completamente alheio aos costumes, chega à Terra. Rapidamente, ele descobre que os humanos são horrendos e têm hábitos ridículos — comida dentro de embalagens, corpos dentro de roupas e indiferença por trás de sorrisos… Esta espécie não faz sentido!
Durante a sua missão, sob a pele e identidade de Andrew Martin, este alien sente-se perdido e odeia todos os terráqueos. Exceto, talvez, Newton, um cão. Contudo, quanto mais se envolve com os que o rodeiam mais fica a perceber de amor, perda, família; e de repente está contagiado: será que afinal há qualquer coisa de extraordinário na imperfeição humana?


Opinião:
Um livro diferente, que acabei e fiquei sem saber o que achar... Gostei muito? "Apenas" gostei? Foi um livro estranho, que inicialmente me fez torcer o nariz mas que acabou por se entranhar. Um livro que de uma forma engraçado e muitíssimo diferente do normal nos fala sobre a vida, as emoções que todos nós humanos temos e como isso nos torna tão "nós".

Do nada Andrew começa a agir de forma muito esquisita. É mais amoroso para a esposa, o filho começa a achar esquisito o pai preocupar-se tanto com ele, e até a amante acha que ele a está a ignorar! Isto porque na realidade Andrew já não é ele próprio, apenas a "carapaça", estando dentro dele um alien que para salvar a galáxia tem que impedir que todos saibam da descoberta matemática mais importante dos últimos tempos! Descoberta pelo Andrew verdadeiro.

Este é um livro que tem um fundo de história muito simples e muito estranho, mas que o importante nela é o desenvolvimento, a descoberta do alien de porque é que os humanos, um povo tão minúsculo, abaixo da média de inteligência de todo o universo e uns seres que estão sempre deprimidos e preocupados com tudo, continuam a lutar com unhas e dentes para viverem e serem felizes. Porque é que estes seres teimam em ter sentimentos e em preocupar-se com outros, algo que para o alien e os seus pares é gasto de tempo.

Enquanto busca essas respostas, diversas personagens da vida do verdadeiro Andrew acabam por deixar marca no alien e este percebe que o grande génio matemático não era de todo um génio na sua vida familiar, ignorando amigos, traindo a mulher, não querendo saber do filho... Inicialmente as pessoas apenas notam como ele está esquisito e o único ser que realmente sabe que aquele não é Andrew é o cão de estimação da família! Algo que é muito referido quer na sinopse quer na capa mas que no livro é apenas um facto, nada mais que isto e admito que estava à espera de mais interação alien vs cão.

Um livro que me deixou confusa sem saber o quanto gostei do livro, apenas que gostei. A história é simples mas a lição por trás é enorme e valiosa.

0 devaneios :