Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Dia em que Perdemos a Cabeça" de Javier Castillo

Passatempo

Passatempo
Até 28 de fevereiro!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 1 de outubro de 2018
Autora: Erika Johansen
ISBN: 9789722357937
Edição ou reimpressão: 04-2016
Editor: Editorial Presença
Páginas: 400

Sinopse:
Durante dezoito anos, o destino de Tearling ficou nas mãos do Regente, manipulado pela Rainha Vermelha, uma feiticeira implacável que governa o reino vizinho de Mortmesme. Porém, Kelsea Glynn, sobrinha do Regente, é a legítima herdeira do trono. Quando completa dezanove anos, está pronta para reclamar o que é seu - e assim regressa do exílio com o objetivo de tornar Tearling um reino livre de pobreza, opressão e escravatura. Mas Kelsea é jovem, ingénua e cresceu longe da corrupção e dos perigos que assolam o reino. Cedo lutará pelo trono e pela própria sobrevivência, num caminho de crescimento em que aprende a lidar com uma herança muito pesada.
Será Rainha se sobreviver para reclamar o trono.


Opinião:
Mais um livro de fantasia e intrigas na corte que me chegou de empréstimo e que há muito queria ler. Foi sem dúvida um livro que já queria ter nas mãos há séculos, a capa é fantástica e a sinopse ainda é melhor. Por isso quando me chegou à mãos pouco demorou a ser devorado.

Kelsea Glynn é a herdeira do trono de Tearling. Escondida durante anos para impedir aqueles que a querem ver morta de levar a sua avante, é quando está prestes a fazer 19 anos que sai do seu "esconderijo" e se dirige para o seu rei, tendo no caminho deixado para trás aqueles que sempre haviam cuidado dela, tratando-a como se de uma filha fosse.

Acompanhada pela guarda da rainha, os poucos guerreiros Tearling que se haviam mantido leais à causa e à verdadeira linhagem de Tearling, Kelsea tem poucos das classes mais altas a quererem o seu bem, e ainda menos das classes baixas que sabem sequer que continua viva!

Desejosa de se provar merecedora do posto que é seu por direito de nascença, acaba por ser o seu sentido de dever, humanidade e perseverança que a tornam de um momento para o outro alguém que é adorado pelo povo.

ADOREI este livro. Tenho a dizer que em pouco menos de um mês li dois livros dentro deste género que adorei e este é um deles! Livros que têm um pouco de fantasia mas que o foco principal são as intrigas da corte, as traições, as rebelias do povo e daqueles que se escondem nas sombras para levarem a sua avante. A personagem principal também é alguém com quem nos é fácil criar laços, é alguém determinado a melhorar o seu reino, mesmo quando a ignorância sobre a situação em que este se encontra lhe bate à porta. Tenta a todo o custo saber mais sobre aqueles de quem é monarca e sobre o passado negro que se abatera em Tearling quando o reinado da Rainha Vermelha se iniciara, quando a sua mãe era monarca de Tearling.

Entretanto conhecemos outras personagens secundárias todas elas com histórias de fundo muito interessantes e praticamente todas tristes. Morte, sofrimento e traição são as palavras do dia da guarda da rainha, tendo tornado quase todos aqueles homens pessoas amarguradas e preparadas para qualquer coisa para vingar aqueles que lhes eram queridos e tentar que tal nunca mais aconteça nas suas terras.

Foi sem dúvida um livro que gostei, de uma autora que me surpreendeu. Uma trilogia que espero que continue a ser publicada em Portugal e que recomendo a todos!!

0 devaneios :