Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 24 de abril de 2014
Autora: Joanne Harris
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 336
Editor: ASA
ISBN: 9789892325354

Sinopse:
"As histórias são como bonecas russas: abrem-se e em cada uma encontra-se uma nova. As histórias neste livro são um pouco assim. Embora ao princípio não pareçam estar relacionadas, os leitores descobrirão que elas estão ligadas de várias maneiras, umas com as outras e também com os meus romances. Para mim, as histórias são como mapas de mundos ainda por descobrir. Espero que estas vos levem a avançar um pouco mais por esse território inexplorado." Joanne Harris

Crianças de vida difícil e coração vibrante, fantasmas domésticos, velhas senhoras em busca de aventura, uma paixão impossível sob os céus de Nova Iorque, a improvável magia de uma sanduíche, as extravagâncias a que a saudade obriga…
O universo romântico, místico e sempre especial de Joanne Harris está de volta em dezasseis histórias que são como bombons: deliciosas, tentadoras e irresistíveis.


Opinião:
Vou ser sincera... Não sabia que este era um livro composto por diversos contos da autora. Julgava mesmo que era um novo livro, um livro por inteiro e por isso fiquei um pouco triste quando o comecei a folhear. Apesar disso foi uma leitura leve que me soube imensamente bem, pois a escrita tão característica da autora estava presente em todas as páginas, e sendo eu uma admiradora desta escrita, gostei imenso dos contos, embora houvessem dois que me tocaram imensamente no coração.

Neste livro encontramos desde histórias estranhas sobre o amor e a magia, como a história do casal que perde o bebé e ao separarem-se, a mulher começa a engordar e a engordar pensado que aquilo não era gordura, mas sim um bebé; outro sobre o amor de uma mulher para com uma árvore e como esta sente que a árvore a compreende e é mais do que um ser inanimado; o amor de uma mãe para com o seu filho mas de um ponto de vista mais tecnológico. Este são apenas alguns dos contos "estranhos", que acabavam sempre por ter algum tipo de lição, encontrados neste livro.

Apesar destes, houveram dois contos que me tocaram especialmente. Os únicos dois contos com as mesmas personagens e que são seguimento um do outro e pelo que compreendi têm duas personagens que estão incluídas num dos livros já publicados pela autora. Duas senhoras de idade, uma de cadeira de rodas e a outra cega, que são melhores amigas e companhia uma da outra no lar de idosos onde estão. Um lar de idosos onde a paz desaparece quando uma nova encarregada aparece e lhes faz a vida negra. São dois contos muitos engraçados. No primeiro devido a vários contratempos ficam de "castigo" e não podem ir à viagem anual e no segundo arranjam forma de vingar-se, depois de muitas pedras no caminho.

Provavelmente estes dois eram os contos mais "normais" do livros, mas não foi por isso que foram os que me marcaram mais. Marcaram-me mais devido às duas personagens principais que são absolutamente fantásticas e muito divertidas. Além de que se pensarmos bem o que acontece nos contos acontece em inúmeros lares de idosos.

Um livro muito interessante e perfeito para quem não conhece a autora ter um cheirinho do que está a perder e também para amantes da autora, que sentem saudades da sua escrita maravilhosa!

3 devaneios :

Isabel disse...

Ah, também não sabia que eram vários contos... :/

E fizeste um erro que eu também fiz durante anos. Dizes que começaste a "desfolhar" o livro, quando querias dizer "folhear". (podes confirmar aqui: http://emportuguescorrecto.blogs.sapo.pt/35479.html).

v_crazy_girl disse...

Sim, são :o

Obrigada pela correcção :D

Bjs*

isa disse...

Li
Gostei muito
e
partilho da sua critica