Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 16 de junho de 2014
Autora: Lissa Price
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 280
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896574703

Sinopse:
Com o fim da Destinos Primordiais, Callie já não tem de alugar o seu corpo a sinistros Terminantes. Mas o neurochip que lhe implantaram no cérebro torna-a vulnerável a todos os que quiserem entrar dentro da sua cabeça e obrigá-la a fazer coisas contra a sua vontade. Os Iniciantes que contêm este chip tornam-se cobaias nas mãos dos mais poderosos Terminantes, e alguém anda a fazer explodir os dispositivos, transformando-os em bombas humanas.
Determinada a vencer o medo e dar uma vida normal ao irmão, Callie decide ripostar. Encontrar o Velho e travá-lo talvez seja uma sentença de morte, mas ela está disposta a tudo para descobrir a verdade.


Opinião:
Depois do fantástico livro com que a autora nos premiara, Destinos Interrompidos, fiquei com imensa curiosidade do que iria acontecer a Callie e aos seus companheiros, para além de querer saber o que iria acontecer à Destinos Primordiais. Foi dessa forma que mal o livro me chegou às mãos não resisti a lê-lo para conseguir desvendar estes mistérios.

Callie conseguiu deitar abaixo a Destinos Primordiais. Aquele lugar assustador onde crianças desesperadas eram utilizadas por pessoas mais adultas como se fossem um simples invólucro que se pudesse deitar fora quando quisessem. Mas o pior não passou, pois repentinamente Calie começa a ouvir o Velho, o dono da Primordiais, a falar-lhe na sua cabeça. O seu maior inimigo tem agora acesso ao seu cérebro embora não tenha acesso aos seus pensamentos mais profundos.

Apesar da grande empresa estar destruída, Callie sabe que o pior está para vir. Ela continua com o chip na sua cabeça, um chip que a qualquer momento pode explodir e matá-la e o mesmo se aplica a todas as outras crianças que estiveram na Destinos Primordiais antes de esta fechar. De forma a provar o seu ponto de vista, o Velho demonstra a Callie, a partir de outros, como os pode comandar de forma a fazerem ações inesperadas que resultam nas suas próprias mortes. Ao tentar lutar contra isso Callie acaba por descobrir Hyden. Um rapaz que odeia ser tocado e com quem acaba por sentir uma grande afinidade. Uma pessoa que acaba por ser muito mais do que parece, quando se revela ser filho de quem é.

Tinha saudades de Callie e das suas aventuras. Adorei o primeiro livro desta duologia e por isso estava cheia de vontade de voltar a pegar-lhe. Após o final fantástico do livro anterior queria saber o que aconteceria a Callie e devo dizer que adorei estar de novo na cabeça dela, não fosse a história de novo contada por esta heroína. Callie sofrera muito nos últimos anos e começa a compreender que tudo depende da sua história familiar, que tudo começou nos seus pais e que acabará com eles mesmos.

Adorei conhecer a Hyden, achei uma personagem muito interessante e só tive pena que a autora não o ter desenvolvido mais. Ele apareceu na história de "pará-quedas" e a sua importância começou a ser revelada da mesma forma. Rapidamente e de uma forma muito insípida, algo que tive imensa pena, pois ali poderia estar uma história muito mais interessante do que aquela que autora nos conta. Devido a esta falta de desenvolvimento, a grande revelação final acaba por aparecer de forma abrupta e ficamos sem saber se a personagem merece ou não ser perdoada, pois reparamos que por muito interessante que a tenhamos achado, acabamos por não criar uma afinidade assim tão grande por ela quando isso.

Este foi sem dúvida o ponto fraco do livro, a sua falta de desenvolvimento relativamente às novas personagens, embora a história por detrás esteja bem pensada e prenda o leitor do início ao fim.

Uma duologia que gostei de acompanhar e que recomendo para os apaixonados dos distopias.

0 devaneios :