Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 12 de julho de 2014
Autora: Samantha Young
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 392
Editor: Lua de Papel
ISBN: 9789892327525

Sinopse:
Jo quer manter a sua vida secreta, para ela os namorados são apenas adereços. Até ao dia em que conhece Cameron, e o seu mundo é abalado até ao âmago...
A vida de Jo não é fácil. O pai abandonou-a há muito, a mãe é alcoólica e é ela quem tem de sustentar a família - e proteger o irmão mais novo, a quem se dedica por inteiro. Apostada em manter o seu mundo secreto, evita envolver-se demasiado com os homens com quem se cruza. Tem um namorado atencioso e com uma recheada conta bancária. E julga que não precisa de mais nada...
Porém, numa exposição em Londres, Jo conhece Cameron MacCabe, um designer tão arrogante quanto irresistível. Loiro, viril, muito mais novo do que ela, é um aventureiro, que pouco se preocupa com dinheiro ou empregos fixos. E ainda por cima tem os braços todos tatuados - e como ela odeia tatuagens!
Mas Cameron vai entrar na vida de Jo, quer ela queira, quer não. Começa a trabalhar no bar onde ela trabalha. E como se não bastasse, muda-se para o apartamento mesmo por baixo do dela. A química entre os dois é impossível de reprimir, e Cameron está decidido a quebrar, uma por uma, as barreiras atrás das quais Jo se esconde. Ela tenta resistir-lhe, mas por mais que se esforce em guardar para si uma vida de segredos e mentiras, Cameron não vai desistir...


Opinião:
Na altura em que saiu o primeiro livro desta coleção tinha ficado um pouco de pé atrás porque a capa e as comparações que a editora tinha feito para o livro apontavam para outro romance erótico. Apenas mais um no mar de eróticos que estava a sair naquela altura. Admito que na altura nem quis ler o livro e só o fiz porque uma amiga me disse "não é nada erótico, é muito bom, lê". E ainda bem que o fiz pois acabei por descobrir um romance muito bom, em que as cenas eróticas são praticamente nulas e onde os personagens são aprofundados e ficamos a conhecê-los tão bem como a nós próprios. Neste romance a autora pega em novos personagens que só conhecíamos de nome por serem amigos dos personagens do livro anterior, sendo a história é totalmente diferente, refrescante, divertida e muito romântica.

Jo é uma mulher lindíssima e sabe disso. Abençoada com umas curvas que deixam qualquer homem a salivar, tem uma pernas sem fim e uma cara lindíssima e muito sensual. Ferramentas que Jo usa tanto no trabalho para conseguir umas gorjetas maiores como na sua vida pessoal, onde tenta a todo o custo manter-se misteriosa e com o objetivo de nunca apresentar a família aos homens com quem se relaciona. Homens que acabam sempre por ser ricos e respeitados no seu negócio, mimando Jo o máximo possível e oferecendo-lhe imensas prendas caras que esta por vezes não resiste a vender para conseguir ter mais dinheiro para o seu irmão viver bem e feliz.

Cameron MacCabe é o estranho namorado de uma artista que o mais recente namorado de Jo representa. Uma pessoa com ar rebelde mas que está a precisar de um emprego, acabando por ficar a trabalhar no mesmo bar de Jo. Desde logo tem uma má impressão de Jo, acreditando que esta é apenas uma caça fortunas fútil e que usa a sua aparência para não se ter que preocupar com a vida, uma primeira impressão que cai totalmente por terra quando descobre a verdade sobre a família de Jo e os sacrifícios que esta teve que fazer por eles.

Sem dúvida um livro que me surpreendeu e atrevo-me a dizer que é bem melhor do que o primeiro livro desta coleção, que já me tinha causado uma impressão muito positiva. Neste livro temos duas personagens parcialmente semelhantes na maneira de ser, ambos casmurros e de fortes opiniões, mas que apesar de negarem com todas as suas forças precisam de alguém que os apoie e acabam por descobrir um abrigo seguro um no outro. A relação deles começa por ser de ódio, mas ao conhecerem-se começam a confiar um no outro e algo começa a construir-se a partir daí. Embora desde o início percebamos que há uma grande química física entre Jo e Cameron, a verdade é que o que é interessante de ler é a sua relação sentimental, que se desenvolve lentamente e com pequenos votos de confiança e compreensão que torna a relação mais real que muitas que lemos em diversos livros.

A história de Jo é profunda e muito forte, sendo uma pessoa que desde nova se começou a desenrascar sozinha para impedir o irmão de ir para o orfanato ou pior, de ser levado pelo pai, um ser desprezível que não se impedia de levantar a mão a quem não fizesse o que queria. Um homem que saiu da vida deles mas deixando feridas profundas na mãe de Jo, que se tornara uma alcoólica violenta e furiosa com tudo e todos. O irmão de Jo acaba por ser uma luz ao fundo do túnel. Um rapaz que adora a irmã e que compreende todos os esforços que esta faz para o proteger, embora tente esconder esses sentimentos o melhor possível.

Neste livro travamos de novo conhecimento com as personagens do primeiro livro, mas aqui são apenas personagens secundárias e devo dizer que Joss, a personagem feminina principal do primeiro livro, me conseguia irritar por vezes neste. Nisso admito que gostei muito mais da maneira de ser de Jo (que alcunhas tão parecidas).

Um livro muito melhor do que o primeiro, havendo um maior desenvolvimento das personagens e uma história mais profunda. Recomendo, vão ver que vos surpreende.

0 devaneios :